Jornal do Commercio
Votação

Arena Pernambuco será a nova casa do Náutico

Conselho Deliberativo alvirrubro aprova o negócio

Publicado em 10/10/2011, às 22h45

Arena está sendo construída em São Lourenço da Mata / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Arena está sendo construída em São Lourenço da Mata

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Do JC Online

O Náutico vai para uma casa nova. O Conselho Deliberativo aprovou, nesta segunda-feira (10/10), em reunião extraordinária nos Aflitos, utilização da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, a partir de julho de 2013. Em 2043, quando o acordo expira, há a possibilidade de renovação. A assinatura do contrato vai ocorrer na próxima semana, em dia ainda a ser definido.

Um aporte financeiro de 1,5 milhão vai ser pago ao Náutico no momento do acerto. Até julho de 2013, quando começará a jogar no estádio, o Timbu vai receber uma compensação de R$ 350 mil, se estiver na Série B, e 500 mil, caso esteja na elite do futebol nacional.

Finalizada a reunião, a satisfação estampava o rosto da maioria absoluta dos conselheiros alvirrubros. Não à toa. Dos 86 votos só dois colocaram-se contra a proposta de adesão. “É difícil aceitar, mas a realidade é que não tínhamos mais para onde crescer com os Aflitos. Fico com o coração na mão. Mas achei muito bom para o clube e para o torcedor”, afirmou o ex-presidente do clube João Guerra.

Os valores que o Náutico vai receber do consórcio da Arena Pernambuco, administrado pela Odebrecht e AEG, foram calculados com base na média do faturamento mensal do clube em 2009. Além dessa compensação, a empreiteira assumiu o compromisso de construir um hotel e mais dois campos no Centro de Treinamentos da Guabiraba. Na arena, os sócios do clube e os donos de cadeiras cativas terão os mesmos direitos observados nos Aflitos.

O consórcio da Arena vai ter a função de gerir o estádio e, após 2013, o Náutico vai ter a obrigação de jogar, no mínimo, 33 vezes por ano na praça esportiva que receberá a Copa do Mundo de 2014. “O Náutico está se modernizando. Há dois anos, a gente vinha negociando. Fizemos as coisas com calma e transparência. A prova disso foi o resultado”, destacou o advogado Ivan Rocha, que fez parte da comissão que negociou o contrato.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

História das eleições no Recife História das eleições no Recife
JC faz resgate histórico do processo de escolha de prefeitos no Recife.
À luz de Verger À luz de Verger
Especial faz releitura do trabalho do fotógrafo francês Pierre Verger, um dos principais antropólogos e historiadores da cultura brasileira.
Fascinante África do Sul Fascinante África do Sul
Reportagem especial aborda os atrativos turísticos da África do Sul e as relações econômicas do país com o Brasil

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2016 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM