Jornal do Commercio
EM ALTA

Após volta por cima, Darlan quer seguir como titular do Náutico

Volante quer aproveitar a suspensão de Rodrigo Souza para se manter na titularidade alvirrubra

Publicado em 15/03/2017, às 06h04

Com a suspensão de Rodrigo Souza, Darlan quer seguir na titularidade do Náutico / Foto: Léo Lemos/ assessoria do Náutico
Com a suspensão de Rodrigo Souza, Darlan quer seguir na titularidade do Náutico
Foto: Léo Lemos/ assessoria do Náutico
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Depois de deixar uma péssima impressão na sua estreia pelo Náutico - na derrota para o Salgueiro por 2x0, na Arena de Pernambuco, quando cometeu várias faltas, errou inúmeros passes e recebeu um cartão amarelo com apenas 25 minutos de jogo -, o volante Darlan conseguiu mudar completamente a sua imagem diante do torcedor alvirrubro com a sua boa atuação na vitória do Timbu no clássico do último domingo, contra o Santa Cruz.

De acordo com o departamento de fisiologia do Náutico, Darlan pegou na bola 42 vezes no Clássico das Emoções e acertou 36 passes e errou apenas um. Já com relação a roubadas de bola, o cabeça de área realizou seis desarmes corretos. Ao contrário de sua primeira partida pelo clube da Rosa e Silva, o camisa 88 fez poucas faltas, apenas três e sofreu uma. Números que comprovam a sua boa atuação.

“Quando Milton Cruz falou que eu tinha a possibilidade de sair jogando no clássico pensei que poderia ser o jogo para mudar a minha imagem. Fui bastante criticado nas redes sociais após o jogo contra o Salgueiro e tinha a chance de mudar esse quadro. Ele conversou comigo para não fugir das minhas características de marcar forte, mas falou para ter calma na entrada da área e não fazer falta por ali, pois o Santa tinha o Léo Costa e o zagueiro deles (Anderson Salles) que batiam bem falta. Graças a Deus fui bem, não levei cartão e saímos com a vitória”, contou Darlan.

Apesar das críticas recebidas após o duelo contra o Carcará, o cabeça de área timbu confessou que ficou mais chateado durante outra partida. “Quando jogamos contra o Belo Jardim, no Arruda, me lembro que quando o professor Levi Gomes me chamou para entrar no jogo, muitos torcedores gritaram nas arquibancadas para ele não me colocar, que eu era ruim e iríamos perder a partida. Fiquei com isso na cabeça, para quando tivesse uma nova oportunidade iria ajudar o Náutico, e foi isso o que aconteceu”, falou.

TITULARIDADE

Ao ser questionado pela reportagem do JC sobre a sequência que poderia ter no time titular, já que Rodrigo Souza está suspenso e não encara o Salgueiro, sábado, no estádio Cornélio de Barros, Darlan foi super sincero. “Se eu falar que sabia que Rodrigo estava suspenso vou estar mentindo. É importante ter essa sequência na equipe e se o professor optar por mim estou pronto para mostrar mais um pouco de quem sou em campo”, disse o volante.

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM