Jornal do Commercio
CONSELHOS

Campeão pelo Náutico com 19 anos, Marco Antônio aconselha Erick

O meio-campista esteve presente na conquista do último título conquistado pelo Timbu

Publicado em 19/04/2017, às 09h49

Marco Antônio tem passado tranquilidade para o garoto Erick / Foto: JC Imagem
Marco Antônio tem passado tranquilidade para o garoto Erick
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Quando foi campeão Pernambucano pelo Náutico, em 2004, o meia Marco Antônio era um dos mais jovens do elenco alvirrubro - na época, tinha 19 anos. Era considerado o Erick daquele time. Por isso, hoje, bem mais velho, o meia sabe que precisa passar toda a sua experiência para os mais novos e tirar todo o tipo de pressão que eles possam estar sentindo para disputar a decisão diante do Sport.

 


"Falo para o Erick jogar tranquilo. A responsabilidade de conquistar o título não é dele. Se ele não jogar bem e o Náutico não andar não é culpa dele. Não é assim que funciona. Todos fazemos parte de uma engrenagem", falou Marco.

CONSELHO


Em uma conversa particular com a jóia alvirrubra, o capitão timbu revelou as palavras que proferiu para ele. "Disse a ele antes do último jogo que são jogos como esses que vão fazer ele ir para um patamar superior. Que vão fazer dele um grande jogador e ditar o rumo da carreira dele. Mas, que pra isso, ele tem de seguir com tranquilidade para jogar o futebol leve e solto que já vem apresentando", contou. "Erick é um menino bom. Ele com seus 19 anos pode ser o nosso diferencial, assim como aconteceu comigo há 13 anos. Características e qualidade para isso ele tem", apontou Marco Antônio.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM