Jornal do Commercio
PSICOLÓGICO

Náutico espera recuperar o moral para a decisão com o Sport

Derrota na Ilha do Retiro mexeu com o emocional do elenco alvirrubro

Publicado em 19/04/2017, às 06h37

Milton Cruz terá trabalho para ajustar a parte técnica, tática e psicológica do elenco do Náutico / Foto: JC Imagem
Milton Cruz terá trabalho para ajustar a parte técnica, tática e psicológica do elenco do Náutico
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Os dois gols de Juninho nos minutos finais do clássico do último domingo ainda atormentam o Náutico. Mais do que a derrota, o placar desfavorável mexeu com o moral dos alvirrubros. Por isso, durante essa semana, além de corrigir os erros técnicos e táticos que a equipe apresentou na primeira partida da semifinal do Pernambucano, Milton Cruz terá de trabalhar bastante o psicológico dos seus comandados para buscar reverter a vantagem rubro-negra.

 

O próprio Marco Antônio – capitão e um dos mais experientes do elenco – admitiu que o revés na Ilha do Retiro trouxe um abalo emocional no plantel. “Momentaneamente causou. Muitos do nosso grupo estavam disputando o primeiro jogo decisivo num clássico dessa importância e desse tamanho. Mas já tivemos um dia em casa para remoer a derrota e hoje (ontem) foi dia de trocar ideia com a cabeça mais tranquila e mais sossegada para projetar o próximo jogo”, contou o meia.



Uma das estratégias sugeridas pelos jogadores acostumados a disputar decisões foi a de que o grupo compartilhe ao longo da semana momentos vitoriosos que viveram para que a confiança alvirrubra possa ser retomada. “Falei para o grupo que temos de trazer coisas positivas nesses dias que antecedem à decisão. Em meio a tantas coisas que nos tiram o sono é importante trazer lembranças boas que cada um viveu na carreira”, comentou Marco.

LEMBRANÇA

Um dos feitos relembrados pelo camisa 10 foi o último título conquistado pelo Náutico, em que ele foi um dos destaques daquela campanha, com apenas 19 anos. “Sem dúvida que o fato de hoje (ontem) fazer 13 anos que o Náutico conquistou o Pernambucano nos traz confiança de que podemos chegar lá. Estamos passando por dias difíceis, mas temos de superar tudo isso. O nosso grupo é bom e estamos fechados nesse objetivo”, concluiu.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM