Jornal do Commercio
SÉRIE B

Náutico estreia na Série B do Brasileiro repleto de problemas

Time alvirrubro encara o América-MG, às 21h30, na Arena de Pernambuco

Publicado em 12/05/2017, às 07h26

Waldemar Lemos perdeu vários jogadores experientes para a disputa da Segundona / Foto: JC Imagem
Waldemar Lemos perdeu vários jogadores experientes para a disputa da Segundona
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

O Náutico vai iniciar a Série B com o pior cenário possível: sem dinheiro para quitar os salários atrasados, sem os principais líderes do elenco (Marco Antônio, Dudu, Giovanni e Éwerton Páscoa deixaram o clube, enquanto Maylson e Anselmo devem seguir o mesmo caminho) e sem a presença de sua torcida, que não poderá acompanhar a partida de hoje contra o América-MG, às 21h30, na Arena de Pernambuco, devido a punição imposta pelo STJD por conta da invasão de alguns torcedores na última rodada da Segundona do ano passado diante do Oeste.

Diante de tantos problemas a serem resolvidos, Waldemar Lemos terá de ser muito mais do que treinador nesse primeiro momento. Por isso, nos três dias de trabalho que teve antes de sua reestreia pelo clube, o comandante alvirrubro aliou os treinamentos de campo com muita conversa com o elenco, explorando o seu lado psicólogo. “Os jogadores precisam entender o valor do escudo do Náutico. Sempre reúno o grupo, mas não é para cobrar e sim para passar conceitos de jogo, conversar sobre o adversário, pedir foco e concentração, além de detalhar com cada atleta o que fazer. Ter tranquilidade para jogar e saber o que fazer quando tiver a bola”, explicou.

GAROTADA

Com a saída de seis titulares nos últimos dias - atletas mais experientes e com salários maiores -, a média de idade do elenco do Náutico despencou consideravelmente. Agora, apenas quatro jogadores do plantel alvirrubro tem acima dos 30 anos: Tiago Cardoso, Tiago Alves, Sueliton e Juninho. O restante do grupo é formado, em sua maioria, por garotos da base.



“Em 2012, no ano seguinte ao acesso, tentei implementar essa filosofia de trabalho de trabalhar com alguns jogadores da base. Infelizmente acabei saindo, mas vocês viram que naquele ano surgiram Douglas (Santos) e Rogério (do Sport). Mas a competição é longa e acredito que cheguem algumas contratações, dentro das possibilidades do clube. A competição é longa e temos de desenvolver um padrão e uma metodologia de trabalho”, falou Waldemar.

Contra o América-MG, mais da metade dos titulares são de jogadores formados nas categorias de base do clube: os laterais David e Manoel, o volante João Ananias, o meia Cal Rodrigues, e os atacantes Jefferson Nem e Erick.

ADVERSÁRIO

O técnico Enderson Moreira tem poucas dúvidas para escalar o time do América-MG para a estreia na Segundona. Para encarar o Náutico, o treinador do time mineiro está no aguardo quanto a recuperação do atacante Hugo Almeida, que sofreu uma entorse no tornozelo direito, veio com o restante da delegação para o Recife, mas irá fazer um teste antes da partida para saber se terá condições de jogo. Caso não tenha condições de atuar, o escolhido para substituí-lo será o jovem Pilar, de apenas 19 anos.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM