Jornal do Commercio
Aflitos

Antecipação de receitas gera tensão no Náutico

Presidente do Conselho Deliberativo mostrou desconforto com pedido

Publicado em 16/05/2017, às 20h23

Presidente do Conselho Deliberativo mostrou desconforto com pedido / Fernando da Hora / Acervo JC Imagem
Presidente do Conselho Deliberativo mostrou desconforto com pedido
Fernando da Hora / Acervo JC Imagem
Matheus Silva
Especial para o JC

O presidente do Conselho Deliberativo do Náutico, Gustavo Ventura, mostrou um certo desconforto com o pedido da diretoria executiva do clube para antecipar cerca de R$ 1,5 milhão de receitas dos anos de 2018 a 2022 para pagamento de débitos do clube e destinar uma parte para a reforma dos Aflitos.

A menor parte foi destinada para débitos com salários dos funcionários e jogadores (cerca de R$ 200 mil), pagamento de uma dívida com o Profut (R$ 200 mil), além de R$ 100 mil para uma ação contra a Odebrecht. O restante, em torno de R$ 1 milhão, foi direcionado para a reforma dos Aflitos.

Mesmo ressaltando o lado positivo da antecipação, justamente o estádio alvirrubro, Gustavo disse em entrevista à Rádio Jornal que o pedido se deve a um gasto excessivo com o elenco alvirrubro no ano passado e essa antecipação prejudica o trabalho de futuras gestões do clube.



"Nunca é bom antecipar receitas futuras de outros gestores, portanto, esse pedido em tese é ruim para o clube, tem que se acabar com esse ciclo vicioso no Náutico. "A diretoria solicitou para incluir o pagamento dos funcionários e jogadores do clube nos recursos que seriam destinados aos Aflitos e levamos isso em consideração na reunião de ontem."

"O clube não conseguiu equalizar suas despesas em 2017 devido a um gasto grande com o futebol. É verdade que há um trabalho para a redução de gastos para a Série B, mas é obrigação da diretoria executiva fazer o orçamento e estabelecer suas metas", comentou Ventura.

Mais dinheiro no futuro

O Objetivo é acelerar a reforma do estádio para que o time volte a jogar o mais rápido possível e assim gerar uma receita maior ao clube. "Certamente com os Aflitos o clube reduzirá a possibilidade de novos atrasos com funcionários. Precisamos atender várias solicitações mas a mais nobre delas é com os funcionários", explicou Gustavo Ventura.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM