Jornal do Commercio
CONVERSAS

Náutico: mais atletas receberão proposta de readequação salarial

Alexandre Homem de Melo diz que outros jogadores serão chamados para conversar

Publicado em 18/05/2017, às 06h56

Alexandre Homem de Melo confirma que pagamento dos atrasados está próximo / Foto: JC Imagem
Alexandre Homem de Melo confirma que pagamento dos atrasados está próximo
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

A nova diretoria do Náutico segue trabalhando incansavelmente para quitar os salários atrasados do elenco alvirrubro e, de quebra, ir ao mercado para reforçar o grupo para a disputa da Série B do Brasileiro. Para o segundo semestre, a nova realidade do clube será de pés no chão. Quem está sendo contratado, caso do lateral-esquerdo Jeanderson, do volante Amaral e do zagueiro Aislan, chegam com vencimentos compatíveis com a situação financeira do Timbu.

 

Já aqueles atletas com salários maiores, mas que o Náutico tem o interesse de permanecer, estão sendo procurados para receberem uma oferta de readequação salarial. Os primeiros foram o meia Marco Antônio (de pronto não aceitou), além de Maylson e Anselmo, que ainda estudam a proposta oferecida. Porém, esses não serão os únicos a serem chamados para uma conversa.

Apesar de não revelar nomes, Alexandre Homem de Melo, diretor de futebol do clube, confirmou que o processo de readequação da folha salarial ainda não acabou. "Tem outros atletas que ainda vamos discutir sobre essa nova realidade do Náutico. É preciso ter essa readequação para que tenham a certeza de receber em dia. Alguns já estão sendo chamados e acredito que não teremos dificuldades, pois todos estão entendendo o momento que estamos passando", contou o dirigente timbu.



MAIS REFORÇOS

Os reforços do Timbu não vão parar nesses três primeiros que já se encontram no CT Wilson Campos. Homem de Melo declarou que vem conversando diariamente com Waldemar Lemos, que está preferindo colher mais informações do grupo que tem em mãos para depois mergulhar no mercado para buscar alguns acertos.

"Depois desse último jogo (contra o Santa Cruz), toda diretoria se reuniu para conversar com Waldemar, mas ele falou que ainda está analisando o elenco, pois gosta de trabalhar com a base e vai precisar observar alguns pontos. Vamos esperar a resposta dos atletas com proposta de readequação salarial e depois definimos outros reforços".


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM