Jornal do Commercio
Mercado

Após deixar o Náutico, Marco Antônio negocia com o Figueirense

Meia de 34 anos pode voltar a vestir a camisa do Figueira

Publicado em 19/05/2017, às 17h47

Marco Antônio pode voltar ao futebol catarinense / JC Imagem
Marco Antônio pode voltar ao futebol catarinense
JC Imagem
Matheus Silva
Especial para o JC

O meia Marco Antônio, ex-Náutico, interessa ao Figueirense, clube que já atuou, e pode acertar com o time catarinense nos próximos dias. O próprio técnico Márcio Goiano falou abertamente sobre a possível chegada do meia em entrevista coletiva e fez elogios ao atleta de 34 anos. "Conheço o Marco Antonio, já foi jogador do Figueirense. A diretoria está tratando a situação, mas é um jogador que pode atuar em qualquer equipe", pontuou.

Desde que se desligou do Náutico, devido a crise financeira do clube, Marco Antônio recebeu algumas sondagens de clubes da Série B e também do Fortaleza, que está na Série C do Brasileiro. De acordo com jornais de Santa Catarina o negócio está lentamente já que o clube fez 14 contratações e agora pretender analisar bem antes de fechar com um novo reforço.



Nos Aflitos

No Timbu o jogador recebia em torno de R$ 90mil, valor que seria um dos maiores na folha salarial do Figueira caso acerte com o clube.  Figueirense e Náutico são assunto também na Série B. Os dois se enfrentam neste sábado, às 16h30, no Orlando Scarpelli, pela segunda rodada da Segundona.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM