Jornal do Commercio
Internet

Esposas de jogadores revoltam-se com o Náutico

Assinatura a autorização para um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão gerou muitos comentários no instagram

Publicado em 19/05/2017, às 10h44

Assinatura de aporte financeiro causou revolta nas companheiras dos jogadores. / Foto: Reprodução/Instagram.
Assinatura de aporte financeiro causou revolta nas companheiras dos jogadores.
Foto: Reprodução/Instagram.
JC Online

Uma foto postada na conta oficial do Náutico no instagram desencadeou uma série de comentários de companheiras de jogadores do clube, que estão com salários atrasados. Foi publicada uma foto do presidente alvirrubro, Ivan Brondi, assinando a autorização para um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão para, entre outras coisas, intensificar as obras de reforma do estádio dos Aflitos. A frase: "E o salário dos jogadores e funcionários ??? #tademais" foi o comentário repetido dezenas de vezes.

Uma das esposas indignadas com a situação é Tatiane Páscoa, esposa do zagueiro Ewerton Páscoa, desligado na semana passada. Entre os atletas que ainda continuam no grupo, a companheira do João Ananias, Raysa Vilela Jordão, foi uma das primeiras a comentar. A esposa do zagueiro Nirley também intagra o grupo.



Por conta do problema financeiro, o Timbu já perdeu os meias Dudu e Marco Antônio; o lateral Giovanni, o atacante Juninho e o zagueiro Adalberto, além do já citado Páscoa.

Veja o que elas disseram


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM