Jornal do Commercio
Internet

Esposas de jogadores revoltam-se com o Náutico

Assinatura a autorização para um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão gerou muitos comentários no instagram

Publicado em 19/05/2017, às 10h44

Assinatura de aporte financeiro causou revolta nas companheiras dos jogadores. / Foto: Reprodução/Instagram.
Assinatura de aporte financeiro causou revolta nas companheiras dos jogadores.
Foto: Reprodução/Instagram.
JC Online

Uma foto postada na conta oficial do Náutico no instagram desencadeou uma série de comentários de companheiras de jogadores do clube, que estão com salários atrasados. Foi publicada uma foto do presidente alvirrubro, Ivan Brondi, assinando a autorização para um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão para, entre outras coisas, intensificar as obras de reforma do estádio dos Aflitos. A frase: "E o salário dos jogadores e funcionários ??? #tademais" foi o comentário repetido dezenas de vezes.

Uma das esposas indignadas com a situação é Tatiane Páscoa, esposa do zagueiro Ewerton Páscoa, desligado na semana passada. Entre os atletas que ainda continuam no grupo, a companheira do João Ananias, Raysa Vilela Jordão, foi uma das primeiras a comentar. A esposa do zagueiro Nirley também intagra o grupo.



Por conta do problema financeiro, o Timbu já perdeu os meias Dudu e Marco Antônio; o lateral Giovanni, o atacante Juninho e o zagueiro Adalberto, além do já citado Páscoa.

Veja o que elas disseram


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM