Jornal do Commercio
PRESSÃO

Técnico admite que vive no Náutico o momento mais difícil da carreira

Waldemar Lemos tem consciência que terá muito trabalho para reverter a situação do Timbu

Publicado em 31/05/2017, às 07h11

Desde que chegou ao Náutico, Waldemar Lemos ainda não conquistou nenhuma vitória / Foto: JC Imagem
Desde que chegou ao Náutico, Waldemar Lemos ainda não conquistou nenhuma vitória
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

 "Talvez seja a situação mais difícil que já vivi na minha vida". Ao fazer essa declaração, o técnico Waldemar Lemos tem consciência de que o momento do Náutico é extremamente preocupante. Nas quatro primeiras rodadas da Série B, o Timbu marcou apenas um ponto e ocupa a 19ª colocação. São três derrotas consecutivas (Figueirense, Ceará e Brasil de Pelotas), pior ataque da competição - nenhum gol feito - e sete gols tomados, sendo a defesa mais vazada.

 

Apesar de esperançoso de dias melhores, o treinador alvirrubro sabe que o processo será longo. "Estamos passando por uma reconstrução, mas vamos reverter. Tenho esperança. Quantas vezes não revertemos ao longo da carreira. Aconteceu comigo aqui mesmo, em 2009 e 2011", lembrou Lemos.



Nesse momento de transformação que o Náutico atravessa, já chegaram ao clube cinco reforços nos últimos dias: Aislan, Amaral, Jeanderson, Jobson e Renan Paulino - os três primeiros já estrearam. Ainda tem o zagueiro Renato Camilo e o meia Júlio Brasília que estão em um período de avaliação. "Hoje eu vi evolução no time. As entradas de Aislan e Jeanderson deram consistência a equipe. Alison, Rodrigo (Souza) e Gerônimo foram bem. Teve o retorno de David à lateral, melhorando a confiança. Agora temos seguir lutando para corrigir as falhas para não sofrer mais gols", falou Waldemar.

FECHAR O GRUPO

Com as dificuldades financeiras do clube, que está refletindo dentro de campo, o comandante timbu está trabalhando para formar um grupo unido. "Os atletas que chegaram ficaram satisfeitos como a foram recebidos. Estou tentando contornar certas coisas dentro do clube para criar um ambiente favorável. Eles estão confiantes e espero que todos que venham possam chegar para trabalhar forte e participar de um grupo bom que estamos montando", explicou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM