Jornal do Commercio
SÉRIE B

Beto Campos afirma que luta do Náutico é contra rebaixamento

Treinador alvirrubro ainda acredita que o Timbu possa escapar do descenso

Publicado em 01/07/2017, às 12h17

Beto Campos ainda não conseguiu nenhum ponto à frente do Náutico / Foto: JC Imagem
Beto Campos ainda não conseguiu nenhum ponto à frente do Náutico
Foto: JC Imagem
Karoline Albuquerque
Blog do Torcedor

 Em seu terceiro jogo com o Náutico, a terceira derrota. O técnico Beto Campos reconhece que hoje, com apenas dois pontos somados em 33 disputados, a briga do Timbu no Campeonato Brasileiro da Série B é contra o rebaixamento para a terceira divisão. Não só admite, como ressalta que o time não pode pensar diferente de onde está agora.

Apenas depois que deixar a zona de rebaixamento, o time pode pensar em outras coisas. "Até porque é uma competição em que estão muito próximas equipes saindo do rebaixamento para chegar entre os quatro, com pontuação mínima de diferença. A gente precisa primeiro focar nisso de somar e sair e depois tendo um tempo, sair e conseguir um algo mais na competição", analisou.



EQUILIBRADO

O equilíbrio na Série B é evidente. Exceto pelo Náutico. Agora, antes da conclusão da rodada (cinco jogos serão disputados neste sábado, 1º), a diferença do Timbu, com dois somados, para o vice-lanterna Oeste é de 10 pontos, mesma para a saída do Z4. O valor também é o igual ao que separa o time de Itápolis do líder Juventude, com 22. Outros cinco pontos estão entre o último dentro do G4 e o primeiro na zona de rebaixamento, Internacional e ABC, respectivamente.

"Fácil não é. Isso a gente sabe. O que precisamo fazer é continuar trabalhando, acreditando nisso, tendo convicção do que estamos fazendo e, claro que com a chegada de novos jogadores. A direção está trabalhando em cima disso", pontuou o técnico Beto Campos.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM