Jornal do Commercio
CORREÇÃO

Beto Campos quer qualificar a transição do Náutico

Time alvirrubro está encontrando dificuldade para sair do setor defensivo para o ofensivo

Publicado em 13/07/2017, às 06h56

Amaral e Darlan têm características de primeiro volante / Foto: Léo Lemos/ Náutico
Amaral e Darlan têm características de primeiro volante
Foto: Léo Lemos/ Náutico
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Tornar a equipe do Náutico equilibrada. Esse tem sido o maior desafio do técnico Beto Campos desde que chegou ao clube. Se antes de sua contratação, a equipe alvirrubra tomava muitos gols e tinha bastante dificuldade para furar as defesas adversárias, com o novo treinador esses dois problemas foram resolvidos. As falhas defensivas que vinham sendo recorrentes, agora, já não acontecem com frequência, enquanto que os atacantes estão em lua de mel com as redes – Vinícius marcou três gols e Gilmar dois. Contudo, o comandante timbu tem uma nova dificuldade para solucionar: a transição entre os dois setores.

Na partida contra o Juventude, anteontem, ficou evidenciada essa carência do Náutico. “Tivemos dificuldade na transição. Estamos jogando com dois volantes com características de primeiro homem de marcação - Darlan e Amaral. Estamos conversando com a direção sobre isso”, comentou Beto Campos, deixando claro que vai querer a contratação de mais um jogador de meio de campo para melhorar a saída de bola do time.

O estreante Henrique Ávila também concordou com o treinador timbu e disse que o Náutico sentiu dificuldade para fazer a bola sair do setor defensivo para o ofensivo. “O Juventude teve mérito porque é um time bem entrosado e bastante compactado. Mas tivemos dificuldades, sim. Até mesmo para chegar ao gol deles e para finalizarmos”, comentou.



Apesar disso, o lateral-esquerdo que acabou atuando contra o Juventude improvisado no meio de campo, fez questão de isentar a dupla de cabeças de área do time. “Darlan e Amaral estão se dando muito bem. Os dois são primeiro volantes, mas nos jogos Amaral chega bastante lá na frente e faz jogadas pelas laterais. Diante do Goiás, mesmo, ele fez a jogada de linha de fundo e que acabou resultando no gol contra do adversário. Ontem (anteontem) também ele fez um excelente cruzamento, mas infelizmente não consegui chegar na bola. Então, não acredito que a culpa pela falta de transição seja deles”, explicou Ávila.

POLIVALENTE

Além de lateral-esquerdo de origem e de também atuar como atacante de beirada, Henrique garantiu que se precisar pode fazer essa ligação entre os dois setores. “Já joguei como segundo volante no Paraná, então, o que o professor precisar estou disposto a jogar em qualquer posição”, prontificou. Mais três jogadores do elenco timbu são segundo volantes: Renan Paulino, Jobson e o prata da casa Cal Rodrigues.


Recomendados para você


Comentários

Por Denis,13/07/2017

Vão contratar mais um jogador bichado, cadê os que já foram contratados? Há, tudo bem, estão no DM (todos bichados) ou diretoria amadora.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM