Jornal do Commercio
INSPIRAÇÃO

Treinador se inspira no ABC para livrar o Náutico do rebaixamento

Roberto Fernandes conseguiu salvar o time potiguar em 2013 numa situação bem semelhante ao do Timbu

Publicado em 10/08/2017, às 18h04

Roberto Fernandes quer o Náutico fazendo valer o mando de campo nessa Série B / Foto: JC Imagem
Roberto Fernandes quer o Náutico fazendo valer o mando de campo nessa Série B
Foto: JC Imagem
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

 Na temporada 2013, o técnico Roberto Fernandes passou por uma situação bem semelhante a que está vivendo no Náutico nessa Série B. Na ocasião, o treinador comandava a equipe do ABC, que assim como o Timbu, virou o primeiro turno na lanterna da Segundona com apenas 14 pontos conquistados. Na equipe potiguar, Roberto conseguiu livrar o rebaixamento e espera repetir o feito no clube alvirrubro. Mas, para isso, ele ressalta as diferenças e as semelhanças entre as duas situações.

"Naquela época tivemos a possibilidade, que não temos hoje, de contratação. Trouxemos no ABC uns oito a dez reforços, o que implicou na saída de jogadores que não estavam rendendo. Segundo ponto, os atletas que participaram daquela campanha deram um salto na carreira: o lateral-direito Renato, que era do Sport, foi para o Fluminense, Giovanni Augusto foi para o Corinthians, entre outros. Também temos hoje jogadores promissores e que querem engrenar na carreira", apontou Roberto Fernandes.

 

Ainda em sua avaliação, o comandante alvirrubro fez questão de mencionar a importância da torcida para empurrar o time dentro de campo. "Os torcedores fizeram a diferença dentro do Frasqueirão. O ABC venceu todos os times que brigavam pelo G-4: Palmeiras, Chapecoense, América-MG, todos. Então, no Frasqueirão quem mandou foi o ABC e, fora, beliscamos duas vitórias, o que foi suficiente. Temos de fazer o dever de casa e fora pontuar", declarou.

DOMINANTE

Para Fernandes é simples: time que quer brigar pelo acesso tem de vencer todas em casa e ter bom aproveitamento fora. Já que não pretende cair, basta vencer nos seus mandos de campo. "Os pontos que o ABC fez na época jogando em casa temos de implementar no Náutico e fazer prevalecer o nosso mando. É na Arena que vamos jogar e será lá que vamos ganhar ou fracassar. A queda você evita fazendo o dever de casa, já o acesso tem de vencer como mandante e como visitante", destacou Roberto.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM