Jornal do Commercio
CHOQUE

Após pancada na cabeça, meia do Náutico é levado ao hospital

Bruno Mota se chocou com o zagueiro Rafael Lima, do América-MG

Publicado em 12/08/2017, às 00h26

Bruno Mota foi ao hospital acompanhado pelo médico do Náutico Renato Paes Barreto / Foto: Léo Lemos/ Náutico
Bruno Mota foi ao hospital acompanhado pelo médico do Náutico Renato Paes Barreto
Foto: Léo Lemos/ Náutico
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

 Logo no início do segundo tempo, aos 10 minutos, o meia Bruno Mota e o zagueiro Rafael Lima se chocaram forte de cabeça. O jogador alvirrubro chegou a ficar desacordado por um breve momento, enquanto que o defensor do América-MG ficou com a testa ferida. A pancada foi tão forte que o meio campista alvirrubro sequer sabia que tinha desmaiado, por isso pediu para retornar prontamente ao jogo.

"Não me lembro, mas falaram que eu desmaiei. Como estava bem, levantei e pedi para continuar na partida", comentou Bruno Mota. A decisão, porém, não teve a aprovação do médico do Náutico que estava na partida, Renato Paes Barreto, que comunicou ao técnico Roberto Fernandes que o meia teria de ser substituído pelo fato de o atleta ter sofrido uma concussão.



Questionado sobre o não cumprimento da orientação médica, o treinador timbu se explicou. "Bruno (Mota) teve um choque de jogo como o jogador do América-MG, os dois saíram e pediram para voltar. O nosso médico entendeu que, na visão dele, era melhor tirar o Bruno. Conversei com ele que já tinha feito uma substituição e que daqui pra frente todos os nossos jogos serão encarados como uma decisão e que ele tinha de ficar. Se há uma determinação da CBF ou da ordem dos médicos que em casos assim o jogador tenha de sair vamos conversar internamente sobre isso", comentou Roberto Fernandes.

OBSERVAÇÃO

Ao final da partida, Bruno Mota foi levado a um hospital para ser realizado um exame de imagem para se certificar de que não foi nada mais sério. Lembrando que essa não é a primeira vez que isso acontece com um atleta do Náutico na Série B. Contra o Paysandu, em Belém do Pará, o zagueiro Breno Calixto também sofreu uma pancada na cabeça durante a partida e também teve de ser levado a um hospital para ser observado.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM