Jornal do Commercio
POLIVALENTE

Diego Miranda tem sido o curinga do Náutico

Meio-campista de origem, o jogador de 26 anos já atuou de segundo volante e de lateral-esquerdo

Publicado em 13/08/2017, às 11h22

Diego Miranda chegou ao Náutico a pedido do ex-técnico Beto Campos / Foto: Léo Lemos/ Náutico
Diego Miranda chegou ao Náutico a pedido do ex-técnico Beto Campos
Foto: Léo Lemos/ Náutico
Filipe Farias
Twitter: @_filipefarias

Contratado para suprir a carência no setor de criação de jogadas do Náutico, o meio-campista Diego Miranda vem se destacando pela sua polivalência em campo. Desde que chegou ao clube, há pouco mais de um mês, o jogador de 26 anos já foi escalado em três posições diferentes: além de desempenhar a função de meia armador, Diego atuou como segundo volante (contra Vila Nova e América-MG) e como lateral-esquerdo (diante do Luverdense). Durante os treinamentos realizados na última semana, o técnico Roberto Fernandes chegou a testá-lo numa quarta posição: como ala esquerda no esquema 3-5-2.

Apesar de não ter desempenhado na carreira tantas funções diferentes em partidas tão próximas umas das outras, Miranda não vê problema com essa nova experiência e se coloca à disposição para ajudar o Timbu em qualquer situação. “A gente espera poder ajudar o clube da melhor maneira possível. Tem sido bom porque estou mostrando esse lado de fazer mais de uma função. Fui contratado como meia, que é minha posição de origem, mas quero jogar e ajudar o Náutico a sair da zona de rebaixamento. Fico feliz de, mesmo atuando em alguns jogos fora da minha posição, ter feito um bom trabalho”, disse Miranda, que nos dois jogos em que atuou improvisadamente, a equipe alvirrubra venceu.



Segundo o meia, quando jogou como segundo volante e lateral-esquerdo, tanto Levi Gomes como Roberto Fernandes lhe passaram muita confiança e tranquilidade para desempenhar o seu futebol. “Eles me deram muita liberdade e tranquilidade para jogar. Tenho noção de que, fora da minha posição, primeiro tenho de marcar e depois atacar. Na minha função é jogar pra frente e com liberdade para chegar ao gol adversário”, comentou o camisa 69.

CARACTERÍSTICAS

Dos três meias que Roberto Fernandes tem à disposição no elenco alvirrubro, cada um tem características bem diferentes. “Giovanni é mais intenso, consegue pegar a bola e ir pra cima, pois no individual ele se sobressai, além de finalizar muito bem. Bruno Mota já joga mais centralizado. Não é tão intenso, mas tem bom passe e consegue achar os atacantes naquele mínimo espaço que eles estão posicionados. Eu sou mais de cadenciar o jogo, procurar sempre o passe e volto mais para ajudar na marcação. Por isso estou com essa responsabilidade de ajudar um pouco mais o sistema defensivo”, explicou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM