Jornal do Commercio
Timbu

'Não víamos como impossível', diz meia do Náutico sobre Série B

Náutico bateu o Brasil-RS na última rodada da Série B e diminuiu diferença para fora da zona de rebaixamento

Publicado em 11/09/2017, às 20h13

Camisa dez, Giovanni é o principal responsável pela criação no Náutico. / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Camisa dez, Giovanni é o principal responsável pela criação no Náutico.
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

O que era impossível pode se tornar realidade. Depois de vencer o Brasil-RS, na última rodada da Série B, o Náutico diminuiu a vantagem para fora da zona de rebaixamento: cinco pontos. O que possibilitou ao Timbu acreditar ainda mais na chance de escapar da terceira divisão do Campeonato Brasileiro. De acordo com meia Giovanni, o grupo alvirrubro acreditou na recuperação até mesmo na "maré negativa".

"Nós jogadores não víamos como impossível porque tinha o segundo turno inteiro. A gente sempre acreditou em tirar o Náutico da zona, com os resultados ajudando, com a chegada do Roberto (Fernandes), que estamos assimilando o seu jeito de jogar, estamos evoluindo. Agora que chegamos perto temos que vencer os jogos fora e jogar da mesma maneira em casa e longe", afirmou o camisa dez do Náutico.

Giovanni destaca ambiente positivo no elenco do Náutico

MISSÃO

Giovanni revelou que o Náutico está ligado no desempenho dos adversários na fuga contra o rebaixamento para Série C. O meia explicou que, como o elenco alvirrubro estava de folga no último domingo (10), também foi possível acompanhar o desempenho dos concorrentes. 



"O único dia que não trabalhamos foi ontem (domingo). Secamos os adversários (risos). Além disso, a tabela está ajudando e o lado bom é que só depende da gente. Se fizermos o nosso dever e vencer em casam a gente vai sair dessa situação"


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM