Jornal do Commercio
Timbu

Náutico mira primeira vitória fora de casa na Era Roberto Fernandes

A última vitória do Náutico diante do Brasil-RS levantou a moral do elenco

Publicado em 12/09/2017, às 07h08

Giovanni é uma das referências no setor ofensivo do Náutico. / Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Giovanni é uma das referências no setor ofensivo do Náutico.
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Davi Saboya
Twitter: @davisaboya

O que antes era tratado como um sonho quase impossível, agora pode se tornar realidade. O técnico Roberto Fernandes assumiu o Náutico na 19ª rodada da Série B do Brasileiro com a missão de livrar o rebaixamento para Terceira Divisão. Quando ele chegou para comandar o Timbu pela terceira vez, a diferença para o primeiro time fora do Z-4 era de dez pontos - já tinha sido de 12. Agora é apenas de cinco, fruto das três vitórias como mandante com o novo treinador e uma mudança na postura da equipe.

Animado pela diminuição da diferença para deixar a zona de degola, o alvirrubro mira agora voltar a vencer como visitante. As duas únicas vitórias longe do Recife foram contra ABC e Vila Nova-GO, com Beto Campos e Levi Gomes (interino), respectivamente.

“Na situação que estamos, temos que vencer os jogos em casa e pontuar fora. Creio que desde que Roberto (Fernandes) chegou fizemos grandes partidas fora de casa. Contra o Ceará, quase que saíamos vencedores. Creio que a vitória está próxima se jogarmos do mesmo jeito como atuamos em casa”, afirmou o meia Giovanni. Sob a direção de Roberto Fernandes, o Náutico tem cinco jogos, com três vitórias - todas em casa - e duas derrotas, ambas fora.

Além de aumentar as chances de permanência na Série B, a vitória diante do Brasil-RS e a distância para fora da zona de rebaixamento melhoraram o clima no Náutico. Nas quatro primeiras rodadas da Segunda Divisão, o Timbu tinha marcado apenas um ponto. Agora, no segundo turno, somou seis diante dos mesmos adversários. Um desempenho que o colocaria como nono colocado, se fosse levado em consideração apenas o returno.

“Sem dúvida você vem trabalhar mais leve. Fora do clube acaba vivendo o futebol pela situação que a gente vem vivendo na tabela que é incômoda. É ruim até para conversar com a família porque sempre termina lembrando do futebol. Mas agora a distância sendo bem pouca, tendo vista que era grande, o clima vai mudando e evoluindo durante os jogos, o que não vinha acontecendo”, declarou o camisa dez do Náutico, Giovanni.



Precisando da primeira vitória fora de casa, o técnico Roberto Fernandes pode repetir uma arma que utilizou diante do Brasil: os meias Bruno Mota e Giovanni. Da última vez que foram usados, o rendimento não foi o esperado, mas os dois mostraram qualidade suficiente para deixar o comandante alvirrubro em dúvida.

“Nesse jogo contra o Brasil-RS não tivemos um bom desempenho devido à postura agressiva do adversário, o que dificultou na hora de armar o jogo. Se for treinando e entrosando, acredito que é possível jogar dentro de fora”, disse o camisa dez.

RECUPERAÇÃO

O zagueiro Breno Calixto segue se recuperando de dores na coxa direita. Ontem, apenas apareceu na beira do gramado durante o treino no Centro de Treinamento Wilson Campos. O atacante Iago Silva está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM