Jornal do Commercio
Brasileiro

Em 2018, Náutico aposta na invencibilidade em casa para Série C

Timbu jogou 13 partidas como mandante em 2018 e não perdeu

Publicado em 15/04/2018, às 12h08

Náutico venceu 11 dos 13 jogos que atuou na Arena como mandante em 2018 / Diego Nigro/JC Imagem
Náutico venceu 11 dos 13 jogos que atuou na Arena como mandante em 2018
Diego Nigro/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegotoscanoo

Arrasador na Arena de Pernambuco em 2018, o Náutico já começará a Série C com um clássico em casa. E espera manter a invencibilidade na temporada na Arena. Foram 11 vitórias e dois empates atuando nos seus domínios. São 25 gols marcados e só nove sofridos. Na Série C, de acordo com o técnico Roberto Fernandes, um bom mandante se credencia para conseguir a classificação para o mata-mata.

“Em campeonato de pontos corridos, vencer em casa é fundamental. E a estreia sendo num clássico então, a vitória tem repercussão maior, assim como a derrota. Entendo que a vitória em casa é muito importante, independentemente do adversário. Seja num clássico, contra uma equipe candidata a favorita na Série C, como Remo ou Botafogo-PB, ou também contra aquelas equipes menores, como Atlético Acreano. Em casa temos que buscar os 100% de aproveitamento”, afirmou Fernandes.

As duas vezes que o Náutico não venceu em casa na temporada foi na Copa do Nordeste. Na fase classificatória, um 0x0 com o Itabaiana levou a uma classificação dramática nos pênaltis. Depois, na estreia do Grupo C, igualdade em 2x2 com o Altos-PI, que custou caro no final das contas: o Timbu não conseguiu avançar no mata-mata. Ainda no Nordestão, vitórias por 1x0 contra Bahia e Botafogo-PB.



No Pernambucano, oito vitórias em oito jogos. Na fase de grupos, triunfos sobre América (3x2), Sport (3x0), Salgueiro (4x0), Afogados (2x1) e Flamengo de Arcoverde (1x0). Nas quartas, passou pelo Afogados com gol de pênalti de Júnior Timbó. Na semifinal, cinco gols na Arena e vitória por 3x2 sobre o Salgueiro. Na finalíssima, após 0x0 na ida, Jobson e Ortigoza deram o título pro Timbu após 13 anos, com um 2x1 ante o Central.

MESMO ESTILO

Até pelo retrospecto, o Náutico não vai mudar em nada o seu estilo de jogo atuando em casa. Mesmo que isso signifique se defender mais do que atacar em algumas ocasiões. “O Náutico teve 100% de aproveitamento como mandante no Pernambucano. Na temporada, está invicto em casa. São números e não quer dizer absolutamente nada em relação ao jogo (contra o Santa). Mas significa que não vamos mudar a nossa postura, que vem dando certo”, disse Roberto.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM