Jornal do Commercio
Pernambucano

Sport discorda da FPF sobre desempenho da arbitragem no clássico

Rubro-negros vão entregar relatório à FPF nesta segunda apontando erros de Sebastião Rufino

Publicado em 19/02/2017, às 15h23

A arbitragem de Sebastião Rufino foi bastante contestada por Sport e Santa Cruz no clássico / JC Imagem
A arbitragem de Sebastião Rufino foi bastante contestada por Sport e Santa Cruz no clássico
JC Imagem
ALEXANDRE ARDITTI
Twitter: @alearditti

O Sport não concorda com a avaliação positiva da Federação Pernambucana de Futebol sobre o desempenho da arbitragem no Clássico das Multidões deste sábado (19), que terminou empatado por 1x1, no Arruda, pela quarta rodada do Hexagonal do Título do Estadual. É tanto que os rubro-negros pretendem entregar um relatório à entidade ainda nesta segunda-feira apontando erros que consideram “graves” do árbitro Sebastião Rufino Filho durante a partida.

“Diferentemente da FPF, eu não avaliei como boa a arbitragem do clássico. Vamos nesta segunda apontar situações que consideramos graves e que não foram analisadas no relatório da FPF. Temos ponderações a fazer e vamos formalizá-las. Não quero torná-las públicas agora por respeito à FPF”, afirmou o presidente do Leão, Arnaldo Barros.

O mandatário rubro-negro, assim como o presidente do Santa Cruz (Alírio Moraes), receberam na manhã deste domingo via aplicativo WhatsApp o relatório da FPF sobre a polêmica arbitragem do clássico. A entidade classificou como “boa” a atuação de Sebastião Rufino Filho, apesar de reconhecer que ele precisa melhor em alguns pontos, como intensidade do som do apito, interpretação de faltas, posicionamento, dinamizar a reposição de bola, aplicação de alguns cartões e diferenciar uma reclamação de uma ofensa.

“Foi a primeira vez que recebemos a avaliação da FPF sobre a arbitragem de uma partida. Achei a prática muito salutar. Mas não podem parar aí. Tem que haver um trabalho efetivo para a correção dos erros em partidas futuras”, disse Arnaldo.


Recomendados para você


Comentários

Por queiroz,20/02/2017

ESTA FEDERAÇÃO ESTÁ COMPLETA DE PESSOAS INCAPAZES DE GERAR UM FUTEBOL LIMPO, ESSE LIXO CHAMADO SANTA CRUZ JÁ DEVERIA SER EXTINTO , UM CLUBE MARGINAL, ONDE SÓ SE VÊ BANDIDOS TORCEDORES , DURANTE TODA A PARTIDA , FORAM INÚMEROS OBJETOS LANÇADOS NO CAMPO, O ÔNIBUS NA CHEGADA , APEDREJADO POR MARGINAIS TRICOLORES , UM TIME QUE FOI A CAMPO PARA AGREDIR , NUNCA PARA JOGAR . FALAR A VERDADE O SPORT DEVERIA PROCURAR UMA MANEIRA DE SAIR DESTE CAMPEONATO, QUE NA REALIDADE SÓ DÁ PREJUIZO

Por PINHEIRO,20/02/2017

A diretoria do Sport (time dos 11 x 11 nos penaltis em 1987) deveria pedir à FPF óleo de peroba pra passar na cara. Daqui a pouco vai pedir Sandro Meira Ricce de volta, já que Sebastião Rufino só expulsou um.

Por Breno Travassos,20/02/2017

O Sport que reclamar da arbitragem? porque? Será que vão reclamar da não expulsão do seu centro avante com um minuto de jogo, que o Juiz não teve peito de fazer? será que vão reclamar de um impedimento não existente marcado contra o Santa Cruz, cujo lance culminou em uma falta de Magrão, que seria automaticamente expulso? Será que vão reclamar que o Árbitro não teve coragem e nem eficiência para dar um cartão amarelo á Richelli, que abusou de fazer faltas reclamações? Que os Jogadores do Sport pressionaram o Juiz durante toda a partida, dominado-o totalmente? Que o Árbitro amarelou vários Atletas do Santa Cruz, muitos sem merecerem? Mais uma vez, os Rubros negros, que se acham os maiorais, tentam justificar sua incompetência dentro de campo, culpando a arbitragem, essa prática já é antiga e batida, e por isso digo, deixem de mimimi e tentem ganhar dentro de campo.

Por Breno Travassos,20/02/2017

O Sport vai reclamar do quê? Que o Árbitro não teve peito de expulsar o centro avante rubro negro no primeiro minuto de jogo? que foi marcado um impedimento inexistente contra o santa cruz, que gerou uma falta de magrão e que consequentemente seria expulso? Que alguns cartões amarelos dados a jogadores do Santa Cruz não foram merecidos? Que não deu nenhum cartão a Richelli, quando o mesmo causou várias faltas e reclamava de tudo? que os jogadores do Sport passaram o jogo inteiro pressionando o árbitro? mais uma vez, o Sport tenta jogar a culpa de sua incapacidade em cima da arbitragem, ou seja, começou o mimimi. Eles deviam fazer um alto reconhecimento da má qualidade e da incompetência do Sport em não conseguir vencer um time de menor qualidade técnica, com dois homens a menos, explico; O que foi expulso e o árbitro, e que se superou com muita garra e disposição, mostrando mais uma vez, que futebol se ganha dentro do campo e não com o grito, como eles tentaram fazer durante toda a partida, imaginem se os erros que ocorreram contra o Santa Cruz, tivessem ocorrido com eles? Nossa cidade estaria inundada de lágrimas Rubro negras.

Por José Moura,20/02/2017

Sem dúvidas, a FPF trata seus afiliados como uma mãe. Quando um está fragilizado, o protege. É o que tem feito, principalmente, com o Santa Cruz. Falido, e sobrevivendo graças a uma fiel torcida, a FPF, empresta dinheiro e ajuda em diversos segmentos, inclusive no apito. Por esse motivo, o Sport saiu do campeonato em 1987. Hoje, não faz mais sentido sair porque, diferentemente daquele tempo, existe um campeonato nacional e outros, que são muito mais importantes do que o estadual. Por isso existe um movimento muito forte, para que o estadual seja disputado pelas equipes da base.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM