Jornal do Commercio
PRISÃO

Carlos Arthur Nuzman vai dormir em colchão da Olimpíada na cadeia

Presidente do Comitê Olímpico do Brasil foi preso temporariamente sob acusação de comprar votos para que o Rio fosse escolhido sede da Olimpíada de 2016

Publicado em 05/10/2017, às 20h43

Nuzman foi preso nesta quinta-feira (5) / Foto: ABr
Nuzman foi preso nesta quinta-feira (5)
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

Preso temporariamente por cinco dias nesta quinta-feira (5) sob acusação de comprar votos para que o Rio de Janeiro fosse escolhido sede da Olimpíada de 2016, o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, vai dormir em colchões usados durante a Rio-2016. 

Camas, colchões e roupas de cama usados durante o evento esportivo foram transferidos para a Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica (zona norte do Rio), cuja reforma foi concluída em março e onde também está preso o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). Preso desde novembro, inicialmente no complexo penitenciário de Bangu 8, na zona oeste, Cabral foi transferido em maio para a cadeia de Benfica e está subordinado às mesmas regras aplicadas a Nuzman.

Integrantes do COB vão dividir cela

Segundo nota da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), Nuzman e Leonardo Gryner, também detido nesta quinta-feira sob a mesma acusação, vão dividir cela com mais dois presos.



Conforme a Seap, o cardápio de almoço e jantar que será oferecido ao presidente do COB é composto por arroz ou macarrão, feijão, farinha, carne branca ou vermelha, legumes, salada, sobremesa e refresco. O café da manhã é composto por pão com manteiga e café com leite, e o lanche é um guaraná e pão com manteiga ou bolo.

Os dois integrantes do COB terão direito a banho de sol de duas horas diárias e, após realizar um cadastramento, poderão receber visitas. Mas Nuzman e Gryner foram alvo de prisão por cinco dias, e esse cadastramento deve demorar mais que isso - o cadastramento só será útil se a prisão for renovada por mais tempo. Sem se cadastrar, os presos só poderão receber seus advogados.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM