Jornal do Commercio
Ilha do Retiro

Sport faz contas e pode cair no domingo

Leão está na zona de rebaixamento da Série A do Brasileiro

Publicado em 14/11/2017, às 07h02

Leão tem apenas 36 pontos / Foto: Guga Matos
Leão tem apenas 36 pontos
Foto: Guga Matos
Wladmir Paulino e Vinícius Cunha

A pífia campanha do Sport no segundo turno do Brasileirão não só implodiu qualquer chance de a equipe brigar por algo grande que a própria diretoria havia planejado no início da competição como pode condenar o clube à Série B antes mesmo da última rodada. Combinações de resultados nas duas próximas rodadas podem rebaixar o Leão no domingo, em plena Ilha do Retiro, diante do Bahia.

No momento, os rubro-negros têm 36 pontos, três atrás do Vitória (39 pontos), o primeiro fora do Z-4. O cenário desastroso começaria com o time estacionando nesta pontuação com derrotas para Palmeiras, na quinta, e o Tricolor de Aço. Para consolidar a queda, a combinação depende dos resultados de Vitória e Coritiba (15º, com 40 pontos). Se eles encerrarem a 36ª rodada com 43 pontos o time da Ilha estará rebaixado, pois restarão seis pontos em disputa com sete de diferença para o 16º colocado.

O Vitória enfrenta a Chape na Arena Condá na quinta-feira e o Cruzeiro, em Salvador, domingo. Se somar quatro pontos nessas duas partidas não é mais alcançado pelos pernambucanos. Já o Coritiba precisaria de uma vitória contra Flamengo, na quinta, em casa; ou Atlético Mineiro, no Independência.



EXPERIÊNCIA

Descenso não é novidade para mais da metade do elenco rubro-negro. Dos 32 atletas, 17 (53%) já caíram de divisão, seja por outros clubes ou no Sport. No último descenso do clube, em 2012, Magrão e Rithely estavam na Ilha - o volante também tem uma queda pelo Goiás, em 2010. Em 2009, além do camisa 1, o zagueiro Durval estava no grupo.

O destaque negativo vai para o volante Anselmo, presente em times rebaixados desde 2013, quando caiu pelo São Caetano da Série B para C. No ano seguinte, disputou dois jogos pela mesma equipe, rebaixada para a 4ª divisão. Em 2015, pelo Joinville, mais uma queda e, no ano passado, pelo Internacional, ambas para a Série B. No futebol italiano, ele ainda caiu pelo Palermo na temporada 2012/2013.

Outros caíram mais de uma vez. Caso do atacante Osvaldo em 2006 e 2011, por Fortaleza e Ceará, respectivamente. Já Rogério estava nas quedas do rival Náutico (2013) e Botafogo (2014). Já o atacante Marquinhos tem rebaixamentos por Vitória (2014) e Internacional.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Siqueira,16/11/2017

É meus amigos torcedores do glorioso Sport Clube Recife, aonde chegamos neste campeonato, fizemos uma campanha abaixo da crítica e o tempo foi passando, passando e a diretoria do Sport não tomou nenhuma providência, com respeito a má atuação do Sport no brasileirão. Com um plantel relativamente claro, aliado ainda a um dos jogadores convocados para a seleção e veja onde estamos, a beira de um rebaixamento. Entra técnico e saí técnico e a situação é mesma,não muda nada. Nenhuma jogada ensaiada, jogadores mal posicionados em campo, jogadores que poderiam fazer alguma diferença ficaram e continuam no banco, como é o caso do Thomas que não jogou praticamente uma partida completa e taí o resultado. O futebol de pernambuco, caiu desastrosamente nesse ano com o rebaixamento do Nautico e Santa Cruz e batendo na porta para entrar, o Sport. Se a gente for fazer uma análise mais acurada da real situação melancolica do Sport, podemos retornar um pouco e constatar que o Sport, salvo engano, começou a declinar após aquela negociação que não foi concretizada de Diego Souza o Palmeiras. Será (int). Não importa, o que importa é que temos que jogar para valer e tentar com todas as forças reverter essa situação, e o pior que dependemos de outros resultados. Mas tudo é possível e não podemos, jogar a toalha antes do apito final. Aos torcedores do Sport, BOA SORTE.

Por Savio São Paulo,14/11/2017

Essa posição do Sport não disputar a Copa do Nordeste foi muito estranha, melhor disputar com sub - 20 - do que ficar de fora, ja que agora vai ter mais projeção... o canal aberto vai transmitir os jogos.

Por Antônio Fernando Martins Santana,14/11/2017

E agora Sport orgulhoso. Não basta de um time mediocre. A culpa é de Wanderley? Até nem quis jogar o Nordestão, cheio de orgulho e agora?

Por Sávio São Paulo,14/11/2017

Não entendo um time com qualidade dos Jogadores do Sport, passar um perrengue desses. vejo o Chape só resto de jogadores sentando pau em diversos times. - Clima, o estadio, Torcida - nada ajuda ao Sport ao menos fazer tres pontos ai em casa.... ???

Por Anderson,14/11/2017

A cachorra de Peruca vai cair pra série b só vai jogar o pernambuco, dessistiu do nor-destão pensando que iria ficar no g4 kkkkkk



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM