Jornal do Commercio
futuro

Nadadora Carolline Gomes na busca por patrocínios para 2017

Pernambucana conquistou 13 medalhas em 2016

Publicado em 04/01/2017, às 16h02

Carolline busca patrocínios para 2017 / Sérgio Bernado/JC Imagem
Carolline busca patrocínios para 2017
Sérgio Bernado/JC Imagem
Matheus Cunha
mfazevedo@jc.com.br

Dona de 13 medalhas conquistadas apenas em 2016, a nadadora pernambucana Carolline Gomes é tida como uma das possíveis representantes de Pernambuco nas Olimpíadas de Tóquio, em 2020. Com apenas 18 anos, Carolline já possui uma série de conquistas na carreira, como o vice-campeonato no Sul-Americano do Pacífico, disputado no Chile, no ano passado. Porém, mesmo com o vasto número de medalhas no currículo (91 ao todo), a jovem ainda sofre com a falta de apoios e patrocínios, o que impede um maior número de viagens e treinamentos mais específicos. 

Os número conquistados pela pernambucana em 2016 se tornam ainda mais expressivos quando analisadas as dificuldades que a atleta teve durante o ano. Ela passou sete meses se recuperando da febre chikungunya, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, e que a tirou do Campeonato Brasileiro de Natação, disputado em João Pessoa. Mesmo com as dores, a jovem disputou competições internacionais e chegou a conquistar o bronze no Campeonato Brasileiro Universitário, além do seu sexto título pernambucano.

A dificuldade financeira também foi outro empecilho grande. Durante o Sul-Americano do Pacífico, Carolline teve apenas um maiô para disputar as provas da competição, o que dificultou o seu rendimento. Ela até recebe uma ajuda de custo, dada pelo Governo de Pernambuco, por meio do programa Bolsa Atleta, mas mesmo assim, o valor segue sendo insuficiente para que ela alce voos mais altos.  

TEMPORADA COMEÇA EM MENOS DE DUAS SEMANAS

Carolline vai iniciar a temporada já no próximo dia 15, quando compete na Copa Hammerhead, que será disputada em Natal, no Rio Grande do Norte. A competição será disputada em mar aberto. Essa será a primeira vez que a atleta irá competir nesse tipo de prova, já que toda a sua carreira foi construída nas piscinas. Mesmo com a novidade, Carol garante que buscará repetir os bons resultados já conquistados na outra categoria. 

“Com o treino, tudo vai bem. O treino ajuda a gente a competir e a se adaptar melhor aos novos desafios. Vamos treinar bastante para, quem sabe, se sair bem lá em Natal”, afirmou a atleta. 

A migração para a nova categoria é uma tentativa de facilitar contratos de patrocínios. Algo que ainda é uma incógnita para 2017, já que a atleta não possui nenhum contrato fechado para esse ano. 

Recomendados para você


Comentários

Por Jorge Atlet ,04/01/2017

É isso. Atleta tão talentosa se virando nos trinta. NATAÇÃO, ATLETISMO e JUDÔ ainda tem atletas que recebem BOLSA ATLETA. No entanto, há atletas dessas mesmas modalidades que também ficaram na lista de espera publicada pelo Governo do Estado. E desde Agosto de 2016, quando a lista foi publicada, não sabem sequer quando poderão receber a bolsa atleta referente (2016.2017). Mas há modalidades inteiras que ficaram na lista de espera e não sabem se vão receber. São elas: BEACHSOCCER, AQUATHLON, SURF, JIUJITSU, HÓQUEI SOBRE PATINS, XADREZ, FUTSAL, FUTEVOLEI, HAPKIDO, KARATÊ SHOTOKAN, HANDEBOL. Atletas Regionais A e B, Estudantis, Nacionais A e B e Internacionais A e B sem receber. É importante que a Câmara dos Deputados a Comissão de Esportes aborde a Secretaria de Esportes e cobre o cumprimento da lei LEI Nº 14.542 à Gestão de Paulo Câmara. Tem atleta que ao invés de treinar no Santos Dumont se vira acordando de madrugada para repor carga em caminhões de frete na Ceasa para tirar o transporte e o lanche por não ter o benefício da Bolsa Atleta pago. Fora as cmpetições que os caras deixam de ir por falta de recurso para inscrições, etc. É impostante que os Deputados façam isso. Pois as Federações não se comunicam com a Secretaria Executiva de Esportes, nem informam aos atletas e parentes de atletas QUANDO vão sair da tal lista. s caras são campeões nacionais e internacionais e o estado não faz a parte dele.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sport de 87 - Há 30 anos, em tempo real Sport de 87 - Há 30 anos, em tempo real
Alô, turma da fuzarca! Bem-vindos a 1987. Sou Rafa, jornalista e rubro-negro. Minha missão aqui do passado é relatar em "tempo real", pra vocês que estão 30 anos na frente, a saga do Sport rumo ao festejado título de 87
Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM