Jornal do Commercio
SALTO COM VARA

Thiago Braz é prata em Berlim e mantém pódios na temporada indoor

Thiago Braz já conquistou uma medalha de ouro, uma de prata e outra de bronze

Publicado em 10/02/2017, às 18h22

Thiago Braz conquistou a prata em Berlim / FRANCK FIFE / AFP
Thiago Braz conquistou a prata em Berlim
FRANCK FIFE / AFP
Estadão Conteúdo

Depois de um ouro e um bronze na França, Thiago Braz manteve, nesta sexta-feira, sua rotina de medalhas neste início de temporada indoor na Europa. Competindo no Meeting de Berlim, na Alemanha, ele falhou nas três tentativas de saltar 5,86 metros e terminou com a prata no salto com vara. Foi superado só pelo polonês Piotr Lisek.

Thiago começou a prova errando a primeira tentativa de 5,50m - saltou muito mais alto que isso, mas errou a queda. Ele passou o sarrafo no segundo salto e logo passou para 5,70m, altura que ele superou de cara. Ali, já garantiu o bronze.

Depois, só voltou a saltar quando o sarrafo subiu para 5,86m, na tentativa de igualar sua melhor marca na temporada. Errou os dois primeiros saltos e, no terceiro, calculou mal as passadas. Eliminado com a prata, ficou assistindo Lisek tentar - e não conseguir - saltar 6,05m.

O polonês, que alcançou 6,00m no sábado, lidera o ranking mundial com as três melhores marcadas da temporada. Thiago vem em segundo, com os 5,86 metros que ele alcançou No Meeting de Rouen, na França, na abertura da temporada. Depois, no sábado passado, no Meeting de Clermont-Ferrand, organizado pelo rival Renaud Lavillenie, Thiago foi bronze, com 5,71m.

ROSÂNGELA PAROU NAS SEMIS

Outra Brasileia a competir em Berlim nesta sexta-feira foi Rosângela Santos, terceira colocada na primeira semifinal dos 60m, com o tempo de 7s39. Ela não conseguiu avançar à final. Na quarta, no Meeting de Paris, também parou na semifinal, com 7s42.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM