Jornal do Commercio
Masters 1000

Nadal e Djokovic sofrem mas avançam em Madri

Tenistas tiveram dificuldades no primeiro dia em Madri

Publicado em 10/05/2017, às 20h03

Tenistas tiveram dificuldades no primeiro dia em Madri / AFP
Tenistas tiveram dificuldades no primeiro dia em Madri
AFP

O sérvio Novak Djokovic e o espanhol Rafael Nadal sofreram, nesta quarta-feira, pela estreia do Masters 1000 de Madri, mas superaram Nicolás Almagro e Fabio Fognini, respectivamente, para avançar para as oitavas de final do torneio.

Nadal precisou de quase três horas para superar o italiano por 7-6 (7/3), 3-6 e 6-4.

"Estou consciente de que hoje joguei mal", revelou o espanhol depois do jogo. Nadal precisou de toda sua força mental para fechar a partida.

Fognini, jogou de maneira imprevisível e assustou Nadal, que teve que se recuperar de um set point quando perdia por 5 -3 no primeiro set. Depois de perder o segundo set, Nadal se recuperou no terceiro e quebrou o seviço de Fognini para abrir 4 - 2 e encaminhar a vitória.

- 'Dia ruim' -


O espanhol, campeão dos torneios de Montecarlo e Barcelona, avançou para as oitavas de final para enfrentar o australiano Nick Kyrgios.

"Amanhã tenho um jogo muito difícil, tenho que jogar muito melhor do que hoje. Eu venho jogando bem nas últimas semanas e espero que hoje tenha sido apenas um dia ruim", explicou.

Djokovic também suou para superar o espanhol Nicolás Almargo por 6-1, 4-6 e 7-5.

O número dois do mundo, e defensor do título de Madri, precisou de duas horas e quinze minutos para vencer em seu primeiro jogo depois de demitir o técnico Marian Vajda.

"Ainda estou tentando recuperar a consistência que tinha antes", falou o sérvio depois do encontro.

"Djoko" se impôs com autoridade no primeiro set, mas no segundo sofreu e o espanhol conseguiu quebrar o serviço para vencer o set.

- Susto no terceiro set -


No terceiro set, Djokovic chegou a estar perdendo por 3 - 0, mas conseguiu se recuperar e buscar o empate. A partida foi para o tie-break e o sérvio conseguiu a vitória.



"Hoje eu estive perto de perder o jogo, mas estou feliz com a maneira que consegui lidar com a pressão", falou o sérvio. Djokovic está nas oitavas de final e espera o espanhol Feliciano López.

Outro favorito do torneio, o japonês Kei Nishikori superou o argentino Diego Schwartzman por 1-6, 6-0 e 6-4 em duas horas e vai encarar o espanhol David Ferrer.

O uruguaio Pablo Cuevas venceu o francês Nicolas Mahut por 5-7, 6-4 e 6-4 e vai enfrentar o francês Benoît Paire, que surpreendeu e venceu o suíço Stan Wawrinka por 7-5, 4-6 e 6-2.

- Kerber eliminada -
No feminino, a atual campeã romena Simona Halep avançou para as quartas de final ao superar a australiana Samantha Stosur por 6-4, 4-6 e 6-4.  

Halep encara a americana Coco Vandeweghe, que superou a espanhola Carla Suárez por 5-7, 6-4, 7-5.

Antes, a compatriota Lara Arruabarrena también perdeu para a letã Anastasija Sevastova por 7-5 e 6-2.

A russa Svetlana Kuznetsova venceu a chinesa Quiang Wang por 6-4 e 7-5 e enfrenta a canadense Eugenie Bouchard, que avançou depois da número 2 do mundo, a alemã Angelique Kerber, abandonar o jogo quando perdia por 6-3 e 5-0


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM