Jornal do Commercio
Polêmica

Há 15 anos, Rubinho desistia de vitória na Áustria por Schumacher

Piloto brasileiro cumpriu ordens da Ferrari, sua então equipe

Publicado em 12/05/2017, às 13h35

Se vencesse na Áustria, Barrichello conquistaria sua segunda vitória na carreira / FIA/Divulgação
Se vencesse na Áustria, Barrichello conquistaria sua segunda vitória na carreira
FIA/Divulgação
Luana Ponsoni

Há exatos 15 anos, o piloto brasileiro Rubens Barrichello desacelerou a sua Ferrari para permitir a vitória do alemão Michael Schumacher, seu companheiro de equipe, no GP da Áustria de Fórmula 1. O episódio gerou um escândalo sem proporções na elite do automobilismo mundial. Rubinho freou para atender uma ordem de Jean Todt (então diretor da Ferrari e atual presidente da FIA), que culminou com a mudança de regras no que diz respeito às conversas das equipes com os seus pilotos. Hoje, tudo o que é dito pela escuderia ao competidor fica exposto na televisão e protege a competitividade, princípio básico de todo esporte.

No pódio, Shumacher, claramente constrangido, pediu para Barrichello ocupar o lugar mais alto. O piloto brasileiro havia feito a pole do GP e teve os melhores tempos nos treinos livres do meio da semana. Se vencesse a prova, Rubinho, então com 29 anos, chegaria ao segundo triunfo de sua carreira. Ele deixou a Fórmula 1 em 2012, com 11 vitórias obtidas em 323 GPs disputados.



 

Sobre o episódio na Áustria, o agora piloto da Stock Car chegou a afirmar em entrevistas que foi a única vez em que ele sentiu vontade de vomitar sem estar doente. Barrichello também revelou que aquela situação não era inédita nas práticas da Ferrari. Na temporada anterior, em um GP que ele não detalhou qual era, disse que andava em segundo e Schumacher em terceiro e foi obrigado a deixar o companheiro de equipe passar por ordem da equipe. David Couthard liderava na ocasião.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM