Jornal do Commercio
tênis

Nadal avança na estreia em Roma com abandono de Almagro

O espanhol Rafael Nadal foi favorecido pelo abandono do rival Nicolás Almagro, que sofreu uma lesão e deixou o Masters 1000 de Roma

Publicado em 17/05/2017, às 11h50

Nadal está se preparando para Roland Garros / AFP
Nadal está se preparando para Roland Garros
AFP
JC Online

O espanhol Rafael Nadal ficou em quadra por apenas 24 minutos no seu jogo de estreia no Masters 1000 de Roma, nesta quarta-feira. Nesse tempo, o número 4 do mundo abriu 3/0 diante do compatriota Nicolás Almagro, o 73º colocado no ranking da ATP, até ver o adversário abandonar a quadra, lesionado.

Este foi o 16º duelo entre Nadal e Almagro, sendo que agora o Top 10 ampliou a sua vantagem no confronto direto para incríveis 15 a 1. Dessa vez, o triunfo foi abreviado porque o seu compatriota alegou um problema no joelho esquerdo, deixando a disputa do Masters 1000 de Roma.



PRÓXIMA ETAPA

Até então, Nadal havia confirmado o seu saque duas vezes e conseguido uma quebra de serviço, já encaminhando o seu triunfo no primeiro set. Agora, nas oitavas de final do evento italiano, ele terá pela frente o vencedor do duelo entre o norte-americano Jack Sock e o checo Jiri Vesely.

Em Roma, Nadal tenta ampliar o seu impressionante desempenho nas quadras de saibro nesta temporada. Ainda invicto na terra batida em 2017, o espanhol já conquistou três títulos nesse piso, dos Masters 1000 de Montecarlo e de Madri e do Torneio de Barcelona, um evento de nível ATP 500.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM