Jornal do Commercio
tênis

Melo vence e dá passo para voltar ao topo do ranking de duplas

Marcelo Melo venceu sua estreia no torneio de duplas do Masters 1000 de Roma. Ele mira o retorno à liderança do ranking

Publicado em 18/05/2017, às 10h59

Se vencer o torneio de Roma, Melo volta ao topo / AFP
Se vencer o torneio de Roma, Melo volta ao topo
AFP
JC Online

Atuando ao lado de Lukasz Kubot, Marcelo Melo estreou com vitória nesta quinta-feira na chave de duplas do Masters 1000 de Roma e deu um primeiro passo para voltar a ser o líder do ranking individual de duplistas da ATP. Em jogo válido já pela segunda rodada, o brasileiro e o polonês venceram o romeno Florin Mergea e o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, e garantiram vaga nas quartas de final da importante competição realizada em quadras de saibro.

ROLAND GARROS

Cabeças de chave número 3 do torneio italiano que serve de preparação para Roland Garros, Melo e Kubot se credenciaram para enfrentar na próxima fase o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, principais pré-classificados em Roma. Estes dois últimos também foram às quartas ao derrotarem nesta quinta o português João Sousa e o espanhol Fernando Verdasco por 2 sets a 0, com duplo 7/5.



Para retornar à liderança do ranking individual de duplistas, Melo depende apenas de si, pois o título em Roma lhe assegura a volta ao topo, independentemente de outros resultados. Atual número 3 desta listagem, com 7.430 pontos, o brasileiro está justamente atrás de Kontinen e Peers, respectivos líder e vice-líder, com 7.810 e 7.580 pontos.

Desta forma, o duelo que o brasileiro e Kubot travarão contra o finlandês e o australiano, que valerá uma vaga nas semifinais, será decisivo para definir o líder do ranking individual de duplistas antes do início de Roland Garros.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM