Jornal do Commercio
automobilismo

FIA vai reavaliar batida e Vettel pode sofrer punição mais dura na F1

Vettel já havia recebido a punição de uma parada de 10 segundos nos boxes. A entidade acredita que a punição pode ter sido branda para o piloto

Publicado em 28/06/2017, às 17h48

Vettel é o líder do mundial de pilotos / AFP
Vettel é o líder do mundial de pilotos
AFP
JC Online

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta quarta-feira que vai reexaminar a batida do alemão Sebastian Vettel no inglês Lewis Hamilton ocorrida no GP do Azerbaijão de Fórmula 1, no domingo passado. Com a decisão, a entidade abriu a possibilidade de aplicar punição mais severa ao piloto da Ferrari, que lidera o campeonato.

Sebastian Vettel havia sido punido com uma parada de 10 segundos nos boxes, ainda durante a corrida disputada na cidade de Baku. Especialistas criticaram a decisão, que seria branda demais. O alemão recebeu a sanção por ter batido na traseira de Lewis Hamilton quando os carros estavam andando enfileirado, a baixa velocidade, sob o safety car.



REAÇÃO

Na sequência, Sebastian Vettel mostrou irritação, culpando Lewis Hamilton pelo toque, e emparelhou ao lado da Mercedes do inglês. Em seguida, jogou a sua Ferrari sobre o rival, batendo pneu com pneu. O alemão alegou que Hamilton teria desacelerado de forma repentina, induzindo-o ao choque na traseira.

No início da semana, dados de telemetria mostraram que Lewis Hamilton não teria desacelerado repentinamente ou não teria freado momentos antes da colisão. Com base nestas informações, a FIA decidiu reavaliar a punição aplicada pelos comissários durante a corrida.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM