Jornal do Commercio
BATIDA

Venus Williams suspeita de provocar acidente fatal na Flórida

Acidente aconteceu em 9 de junho na cidade de Palm Beach Gardens, ao norte de Miami

Publicado em 30/06/2017, às 00h58

Após acidente, homem sofreu um impacto no crânio e morreu duas semanas depois no hospital; Venus Williams seria responsável pelo acidente / Foto: AFP
Após acidente, homem sofreu um impacto no crânio e morreu duas semanas depois no hospital; Venus Williams seria responsável pelo acidente
Foto: AFP
AFP

A estrela do tênis Venus Williams teria sido responsável por um acidente de trânsito na Flórida, após o qual um homem de 78 anos morreu, segundo boletim da Polícia obtido nesta quinta-feira pela AFP.

Williams diminuiu a velocidade em um cruzamento, quando levou uma batida do carro dirigido por Linda Barson, de 68 anos, que tinha o sinal verde, destacou o boletim da polícia.

O acidente aconteceu em 9 de junho na cidade de Palm Beach Gardens, ao norte de Miami.

O marido da motorista, Jerome Barson, sofreu um impacto no crânio e morreu duas semanas depois no hospital, segundo o portal de notícias do mundo do espetáculo TMZ.

De acordo com a Polícia, Venus Williams disse às autoridades que estava no cruzamento quando o tráfego a forçou a reduzir a velocidade. Ela não viu o carro do casal Barson, que passou o sinal verde e colidiu com o carro dela na perpendicular.



A Polícia destaca no boletim que a tenista, de 37 anos, foi a "responsável" pelo acidente.

O boletim acrescentou que Williams, vencedora de sete torneios de Grand Slam, não havia consumido drogas nem estava ao telefone no momento da batida.

Também detalhou que os Barson foram enviados ao hospital, enquanto Venus saiu ilesa do acidente.

Defesa

O advogado da tenista, Malcolm Cunningham, destacou que "o relatório da polícia avaliou que Williams dirigia a 8 Km/hora" no momento da colisão e que sua cliente não foi indiciada.

"É um acidente lamentável e Venus manifesta suas condolências à família, que perdeu um de seus membros", disse Cunningham ao jornal Miami Herald.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM