Jornal do Commercio
Tênis

Bellucci é eliminado em Wimbledon e deixará de ser número 1 do Brasil

Irreconhecível, brasileiro perdeu na estreia para o alemão Ofner, 227º do mundo

Publicado em 04/07/2017, às 15h26

Bellucci deixará de ser o número 1 do País na próxima segunda (10) / Divulgação/Adidas
Bellucci deixará de ser o número 1 do País na próxima segunda (10)
Divulgação/Adidas
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Após duas vitórias na estreia, o Brasil começou mal no segundo dia em Wimbledon. Nesta terça (4), o brasileiro Thomaz Bellucci (55º no ranking da ATP) foi eliminado na primeira rodada do Grand Slam de grama. Derrota por 3 sets a 0 (6-2, 6-3 e 6-2) para o alemão Sebastian Ofner, número 227 do mundo.

Contra um adversário de apenas 21 anos e que conseguiu a sua primeira vitória em nível ATP, Bellucci foi irreconhecível. Em menos de duas horas, o brasileiro perdeu a segunda partida em Grand Slam para um oponente fora do Top 200 e se despediu precocemente da grama inglesa.



Com a derrota, Bellucci deixará de ser o número 1 do País no tênis na próxima segunda (10), quando a ATP divulgar o novo ranking de tenistas profissionais. O paulista defendia 160 pontos na semana. O novo melhor brasileiro ranqueado será Rogerinho, que também perdeu na estreia em Wimbledon, mas que não descartará pontos.

BRASILEIROS

Nesta quarta (5), dois brasileiros voltam a jogar em Wimbledon. Depois de conquistarem as suas primeiras vitórias em Grand Slam, Thiago Monteiro e Bia Haddad Maia jogam mais uma vez no Grand Slam. O cearense, número 100 do ranking da ATP, enfrenta o russo Karen Khachanov (34º do mundo), a partir das 9h, na quadra 14. Já Bia (97ª na WTA), única brasileira no torneio, tem pedreira pela frente: a romena Simona Halep, segunda melhor jogadora do mundo. O confronto acontece na quadra 1, por volta das 13h.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM