Jornal do Commercio
Susto

Kelly Slater tem pé esmagado em J-Bay e sofre fraturas

Surfista fará cirurgia e deve passar seis semanas em recuperação

Publicado em 17/07/2017, às 12h01

Kelly Slater vai ser operado nos Estados Unidos / WSL/Divulgação
Kelly Slater vai ser operado nos Estados Unidos
WSL/Divulgação
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

O onze vezes campeão mundial Kelly Slater vai precisar se ausentar do surfe por seis semanas. Esse é o tempo estimado de recuperação logo depois que ele for submetido à cirrugia para reparar três fraturas no pé direito. Na manhã desta segunda-feira (17), Kelly participava de uma sessão de treinos em Boneyards, na África do Sul, onde acontece a etapa de Jeffreys Bay do Mundial de Surfe, quando se machucou. De acordo com o surfista, depois de pegar uma onda, ela estourou e levou o pé dele para trás, colocando toda a pressão sobre os metatarsos - os ossos lesionados.

"Você já dobrou todo o seu pé para trás? Se você tentar isso em algum momento, é assim que pode parecer. Eu surfei uma onda nesta manhã e, quando ela estourou, levou meu pé para trás, levando toda a pressão para o metatarso, meio que esmagando meu pé como uma grande martelada. Parece que estou dando à luz a meu pé agora mesmo! Estou supondo que farei uma cirurgia, e férias de seis semanas estão chegando. Não estou muito ansioso para as 30 horas de voo até minha casa para a cirurgia. Ai!", comentou o surfista.

A cirurgia deve ser realizada nos Estados Unidos. Kelly Slater já não tinha participado da quarta etapa do Mundial, no Rio de Janeiro, justamente por causa de uma lesão nas costas. Aos 45 anos, o norte-americano se mostrou bastante chateado por ter de se afastar novamente por problemas físicos. Sobretudo porque 2017 será o seu último ano no Circuito dos Sonhos. Mas procurou minimizar a decepção.



You ever folded your entire foot backwards? If you try it sometime, this is what it might look like. I pulled into a barrel this morning and the whitewash bounced the board back into my foot as I hit the closeout, taking all the pressure into the metatarsals. Kinda like smashing my foot with a big hammer as hard as I can. Sorta feels like I'm giving birth out of my foot right now! I'm guessing surgery and 6 week holiday is in order. Not looking forward to 30 hour flight home before surgery though. Ouch! It sucks but so many people deal with such horrible things around this world everyday that a broken foot is pretty minor in the scheme of things. Sometimes a bad thing is a good thing. I'll make the best of my time off. #ThatsGonnaLeaveAMark #INeedElephantTranquilizers

Uma publicação compartilhada por Kelly Slater (@kellyslater) em

DECEPÇÃO

"É uma droga, mas tantas pessoas lidam com coisas tão mais horríveis ao redor deste mundo todos os dias que um pé quebrado me parece algo pequeno. Às vezes, uma coisa ruim é uma coisa boa. Vou aproveitar ao máximo o meu tempo de folga!", disse Slater.

A etapa de Jeffreys Bay é a sexta de 11 eventos da Liga Mundial de Surfe. Slater tinha avançado direto à terceira fase depois de derrotar o australiano Julian Wilson e o também norte-americano Kanoa Igarashi na bateria de abertura da competição.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM