Jornal do Commercio
Atletismo

Bolt é bronze nos 100 m do Mundial de atletismo, Gatlin leva ouro

Gatlin já havia derrotado Bolt nos 100 m por um centésimo no meeting de Roma, em 2013

Publicado em 05/08/2017, às 19h07

Após a decepção nos 100 metros, Bolt fará sua despedida definitiva das pistas no próximo sábado, fechando o revezamento 4x100 m da Jamaica / Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS  AFP
Após a decepção nos 100 metros, Bolt fará sua despedida definitiva das pistas no próximo sábado, fechando o revezamento 4x100 m da Jamaica
Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS AFP
AFP

O americano Justin Gatlin, de 35 anos e suspenso por quatro anos da carreira por doping, conquistou o título Mundial dos 100 metros, derrotando neste sábado em Londres o jamaicano Usain Bolt, oito vezes campeão do mundo e medalhista de bronze em sua última prova.

Gatlin, campeão do mundo em 2004 e do mundo em 2005 nos 100 m, cruzou a linha de chegada com tempo de 9 segundos e 92 centésimos, superando o compatriota Christian Coleman (9.94) e Bolt (9.95).

Gatlin já havia derrotado Bolt nos 100 m por um centésimo no meeting de Roma, em 2013.

Até a última prova na distância em sua carreira, neste sábado em Londres, Bolt (30 anos) nunca havia sido derrotado em um grande campeonato desde sua primeira aparição nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

De fato, o 'Raio' havia perdido o título de campeão do mundo dos 100 m em Daegu, na Coreia do Sul, mas sem correr, já que havia sido eliminado por queimar a largada na final.

Largada 

Na grande final deste sábado, Bolt voltou a sofrer com uma largada medíocre. Desta vez, porém, não encontrou forças para buscar a vitórias nos metros finais.



Bolt e seus 11 títulos mundiais chegaram a Londres com como única referência de cronômetro neste ano os 9 segundos e 95 centésimos da vitória em Mônaco, em 21 de julho.

Após a decepção nos 100 metros, Bolt fará sua despedida definitiva das pistas no próximo sábado, fechando o revezamento 4x100 m da Jamaica.

"Fico triste por não ter conseguido terminar com uma vitória, mas agradeço vocês pelo apoio", declarou em entrevista ainda na pista do estádio Olímpico de Londres, após a prova.

Bolt também fez questão de parabenizar Gatlin, muito vaiado pela torcida inglesa devido aos escândalos de doping que interromperam a carreira do americano, suspenso do esporte entre 2006 e 2010.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM