Jornal do Commercio
Automobilismo

Pernambuco próximo de receber a Escola Brasileira de Kart

Inciativa da CBA com a FIA barateia os custos ao esporte em até 10 vezes

Publicado em 08/08/2017, às 15h52

Escolinha de Kart do Tamboril vai se transformar em uma EBK assim que Pernambuco obtiver a chancela / Divulgação
Escolinha de Kart do Tamboril vai se transformar em uma EBK assim que Pernambuco obtiver a chancela
Divulgação
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

Pernambuco está na fila de estados que serão contemplados com uma Escola Brasileira de Kart. O projeto quer uniformizar as técnicas de ensino da modalidade em solo nacional para popularizar o acesso ao automobilismo no País. A iniciativa se inspira no modelo de formação da França e está sendo liderada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), em parceria com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Já há unidades em Cotia (SP), Rio Sul (SC) e Vespasiano (MG).

As próximas confirmadas serão em Mato Grosso, Bahia e Maranhão. O Estado, por meio da Federação Pernambucana de Automobilismo (FPeA), aguarda apenas a tramitação da solicitação feita para receber a chancela. “No início do ano, houve um curso do qual participei. Todos os gestores de kartódromos que tivessem interesse em receber a Escola Brasileira de Kart poderiam fazer o requerimento por meio de suas federações. É só uma questão de tempo, pois essas solicitações foram feitas antes. Estamos na fila”, contou Carlos Teixeira, gestor do Kartódromo do Tamboril, localizado em Paulista.



Com subsídio da CBA, a EBK tem a proposta de suavizar o custo necessário para começar no kart. O curso de quatro módulos requer um investimento de cerca de R$ 3 mil. Esse valor é dez vezes menor do que se alguém for começar no esporte por conta própria. Estão inclusos todos os materiais, inclusive o kart.

TAMBORIL

À frente da Escola de Kart do Tamboril (EKT), Carlos Teixeira espera apenas a chancela para transformar seu curso em uma EBk. “Vai ajudar muito na popularização do kart no Estado. A EBk tem um conceito fácil, que pode ser aprendido por qualquer criança. No fim, as crianças já saem com a carteira de piloto. O nosso interesse e o da FPeA é formar mais e mais pilotos para Pernambuco”, completou.


Recomendados para você


Comentários

Por Alex Mariz,08/08/2017

Com certeza será um grande passo de Pernambuco para formar novos esportistas e uma oportunidade de se descobrir novos talentos que antes nunca conseguiriam seguir nesta carreira por causa dos custos.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM