Jornal do Commercio
Surfe

Filipe Toledo é eliminado da etapa do Taiti

O surfista Filipe Toledo só conseguiu pontuar nos minutos finais

Publicado em 12/08/2017, às 10h20

Pouco menos de um mês depois de vencer em Jeffreys Bay, na África do Sul, ele não teve sorte na disputa da repescagem. / Foto: Brian Bielmann / AFP
Pouco menos de um mês depois de vencer em Jeffreys Bay, na África do Sul, ele não teve sorte na disputa da repescagem.
Foto: Brian Bielmann / AFP
Estadão Conteúdo

O brasileiro Filipe Toledo deu adeus à etapa do Taiti do Mundial de Surfe. Pouco menos de um mês depois de vencer em Jeffreys Bay, na África do Sul, ele não teve sorte na disputa da repescagem contra o australiano Ethan Ewing.

Em uma bateria com poucas ondas e mar baixo, Filipe Toledo só conseguiu pontuar nos minutos finais. Na soma das duas melhores ondas, anotou 6.56 contra 10.06 do australiano, que venceu sua primeira bateria no Circuito Mundial deste ano.



Na sequência, o também australiano Mick Fanning derrotou o compatriota Josh Kerr por 13.00 a 8,16. Mas mar continuava ruim e a Liga Mundial de Surfe (WSL, na sigla em inglês) optou por interromper a disputa. Haverá uma nova chamada às 14h (horário de Brasília). Se as condições melhorarem, a competição continua.

O Brasil tem ainda outros quatro surfistas na repescagem: Jadson André, Miguel Pupo, Caio Ibelli e Wiggolly Dantas. Outros quatro brasileiros já estão garantidos na terceira fase: Adriano de Souza, Gabriel Medina, Italo Ferreira e Ian Gouveia.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM