Jornal do Commercio
VÔLEI

Seleção feminina atropela Venezuela e vence a segunda no Sul-Americano

O Brasil venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/6 e 25/10

Publicado em 16/08/2017, às 20h23

A seleção feminina de vôlei atropelou a Venezuela / Reprodução / Twitter CBV
A seleção feminina de vôlei atropelou a Venezuela
Reprodução / Twitter CBV
Estadão Conteúdo

A seleção feminina de vôlei alcançou a segunda vitória no Campeonato Sul-Americano nesta quarta-feira. Sem qualquer dificuldade, o País confirmou seu favoritismo diante da Venezuela e levou a melhor por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/6 e 25/10, no ginásio Coliseo Evangelista Mora, em Cali, na Colômbia.

Avassalador, o time de José Roberto Guimarães precisou de apenas uma hora para despachar as adversárias. Com isso, chegou à segunda vitória no Sul-Americano, já que na terça havia derrotado na estreia a Argentina também por 3 a 0, com parciais de 25/21, 25/15 e 25/15.

Nesta quarta, o embalado Brasil, vindo de título no Grand Prix, entrou em quadra com: Roberta, Tandara, Natália, Adenízia, Carol, Rosamaria e a líbero Suelen. Entraram ainda: Macris, Amanda, Drussyla, Mara, Bia, Monique e a líbero Gabi. Ou seja, atuaram todas as jogadoras disponíveis a Zé Roberto nesta competição.



HEGEMONIA

O Brasil é o maior vencedor na história do Sul-Americano, com 19 títulos, e venceu as últimas 11 edições da competição. Esta está sendo disputada, além das brasileiras, por Argentina, Peru, Colômbia, Venezuela e Chile. No torneio continental, todas as equipes se enfrentarão, e a seleção que conseguir o maior número de vitórias ficará com o título e com a vaga no Mundial de 2018, que será realizado no Japão.

Tudo indica que a hegemonia seguirá sem problemas nesta semana. Nesta quinta-feira, o Brasil terá pela frente o Chile, às 19 horas. Na sequência, encara o Peru, na sexta, também às 19 horas; e a Colômbia, no sábado, às 17h30.

Para se ter uma ideia da facilidade que o Brasil encontra em Cali, o time não perde um set sequer em jogos pelo Sul-Americano desde 1999. A tendência é que o Peru, do técnico brasileiro Luizomar de Moura, seja o principal adversário neste hexagonal.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM