Jornal do Commercio
VÔLEI

Seleção feminina atropela Venezuela e vence a segunda no Sul-Americano

O Brasil venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/6 e 25/10

Publicado em 16/08/2017, às 20h23

A seleção feminina de vôlei atropelou a Venezuela / Reprodução / Twitter CBV
A seleção feminina de vôlei atropelou a Venezuela
Reprodução / Twitter CBV
Estadão Conteúdo

A seleção feminina de vôlei alcançou a segunda vitória no Campeonato Sul-Americano nesta quarta-feira. Sem qualquer dificuldade, o País confirmou seu favoritismo diante da Venezuela e levou a melhor por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/6 e 25/10, no ginásio Coliseo Evangelista Mora, em Cali, na Colômbia.

Avassalador, o time de José Roberto Guimarães precisou de apenas uma hora para despachar as adversárias. Com isso, chegou à segunda vitória no Sul-Americano, já que na terça havia derrotado na estreia a Argentina também por 3 a 0, com parciais de 25/21, 25/15 e 25/15.

Nesta quarta, o embalado Brasil, vindo de título no Grand Prix, entrou em quadra com: Roberta, Tandara, Natália, Adenízia, Carol, Rosamaria e a líbero Suelen. Entraram ainda: Macris, Amanda, Drussyla, Mara, Bia, Monique e a líbero Gabi. Ou seja, atuaram todas as jogadoras disponíveis a Zé Roberto nesta competição.



HEGEMONIA

O Brasil é o maior vencedor na história do Sul-Americano, com 19 títulos, e venceu as últimas 11 edições da competição. Esta está sendo disputada, além das brasileiras, por Argentina, Peru, Colômbia, Venezuela e Chile. No torneio continental, todas as equipes se enfrentarão, e a seleção que conseguir o maior número de vitórias ficará com o título e com a vaga no Mundial de 2018, que será realizado no Japão.

Tudo indica que a hegemonia seguirá sem problemas nesta semana. Nesta quinta-feira, o Brasil terá pela frente o Chile, às 19 horas. Na sequência, encara o Peru, na sexta, também às 19 horas; e a Colômbia, no sábado, às 17h30.

Para se ter uma ideia da facilidade que o Brasil encontra em Cali, o time não perde um set sequer em jogos pelo Sul-Americano desde 1999. A tendência é que o Peru, do técnico brasileiro Luizomar de Moura, seja o principal adversário neste hexagonal.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM