Jornal do Commercio
Cobra Coral

Pitbull tem início arrasador e quer fazer história no Santa Cruz

Atacante tem média melhor que ídolos da história recente da Cobra Coral

Publicado em 07/03/2017, às 06h12

"Na minha carreira, o Santa já vai ficar marcado", afirmou o atacante, ao JC
André Nery
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Após chegar no Santa Cruz como aposta, Halef Pitbull vem se tornando uma das maiores surpresas do futebol pernambucano na temporada. Com cinco gols em sete jogos, o atacante virou xodó da torcida coral e já começa ser comparado com grandes goleadores que passaram pelo Tricolor do Arruda nos últimos 10 anos. A média do atleta de 22 anos já supera as melhores passagens de atacantes consagrados da história recente da Cobra Coral como Gilberto (2011), Léo Gamalho (2014) e até Grafite (2015/16).

“Não esperava um início tão brilhante aqui no Santa Cruz. Quem trabalha, Deus ajuda. Me sinto orgulhoso por ter a chance de fazer história nesse time. Na minha carreira, o Santa já vai ficar marcado. Fico muito feliz de estar trazendo vitórias e alegrias para os torcedores. Só tenho a agradecer por tudo que está acontecendo”, afirmou o jogador, em entrevista ao JC.

Nos últimos 10 anos, o jogador que mais fez gols pelo Tricolor do Arruda não ganhou um título sequer: Marcelo Ramos. Em duas passagens, o ex-atacante fez 56 jogos e balançou as redes em 44 oportunidades. Foi artilheiro dos Pernambucanos de 2007 (15 gols) e 2009 (18). Na última temporada pela Cobra Coral, estabeleceu a meta mais alta dos goleadores na década: 0,94 gol por jogo, com 18 tentos em 19 partidas. Em termos de resultados, porém, ficou devendo: foi rebaixado na Série B de 2007 e não venceu os dois Estaduais que disputou.

DM9 E GRAFITE

Mais vitorioso da década, com três títulos, Dênis Marques até hoje é lembrado pela torcida coral. Em 2012, foi o grande nome da conquista do Pernambucano, sendo o artilheiro da competição com 15 gols. No ano seguinte, levou novamente o Estadual, além da Série C. Ao todo, o agora ex-jogador fez 72 jogos e 41 tentos com a camisa da Cobra Coral.

Quem também deixa saudades no clube do Arruda é o ídolo Grafite. Na sua terceira passagem pelo Santa, fez 24 gols em 56 jogos, conquistando dois títulos (Pernambucano e Nordestão), além de um acesso, colocando a Cobra Coral na elite do futebol brasileiro após 10 anos.

jc-esp0307_SANTA-web

Recomendados para você


Comentários

Por MACEDO,07/03/2017

POIS É, CALANDO A BOCA DA IMPRENSA, COMO SEMPRE....LEMBRO QUE QUANDO MARCELO RAMOS CHEGOU, A IMPRENSA FALOU: TA VELHO, BIXADO, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK; NA VINDA DE DM9: EX JOGADOR, TAVA PARADO, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK GRAFITE: ELE QUER JOGAR? NAO TA VELHO?KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK E AGORA, PITIBUL: QUEM? MUITO NOVO, JOGADOR EXPERIENCIA, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK NA VERDADE, BOM, É ANDRÉ BALADA, KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM