Jornal do Commercio
Série B

Novos contratados precisarão de tempo para estrear no Santa Cruz

Kelvy e Ricardo Bueno ficaram alguns dias parados após o fim do Paulistão

Publicado em 18/05/2017, às 10h02

Jogadores foram apresentados na última quarta (17), no Arruda / Diego Toscano/Especial para o JC
Jogadores foram apresentados na última quarta (17), no Arruda
Diego Toscano/Especial para o JC
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Apresentados na última quarta (17), o meia Kelvy e o atacante Ricardo Bueno ainda precisam de tempo para estar 100% disponíveis para o técnico Vinícius Eutrópio no Santa Cruz. Segundo os jogadores, após o término do Campeonato Paulista, onde os dois estavam jogando - o armador no Ferroviária e o centroavante no São Bento -, a perda de ritmo de jogo foi clara, mesmo com treinamentos feitos por conta própria.

Com o Santa Cruz precisando de opções para a camisa 9, já que dois centroavantes estão machucados (Facundo Parra e Júlio Sheik) e um está voltando de lesão agora (Halef Pitbull), Ricardo Bueno deverá ser acionado assim que for regularizado. Cauteloso, o atacante pediu um tempo para estar 100%.



“Depois do Paulista, fiquei fazendo os meus treinamentos separadamente. Sou atleta e não tenho problemas com peso, mas fiquei um tempo parado e ainda preciso de uns dias para estar apto. Vou trabalhar o máximo para que o mais rápido possível esteja à disposição do treinador”, disse o atacante.

KELVY

Assim como Ricardo Bueno, Kelvy também ficou parado após o fim do Campeonato Paulista, mas já se colocou à disposição para ajudar contra o Guarani. Mesmo que não atue os 90 minutos. "Devido ao término do Paulista, fiquei uma semana fazendo trabalhos específicos. Foram poucos treinamento junto com a equipe e ainda preciso me encaixar no grupo para não deixar a desejar. Não sei se dá para jogar 90 minutos, mas posso ajudar", explicou o meia.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM