Jornal do Commercio
CONFIANÇA

Santa Cruz fechado com Adriano Teixeira

Técnico tem o apoio da diretoria e elenco

Publicado em 19/06/2017, às 07h01

Adriano Teixeira segue como interino no Santa Cruz. / JC Imagem.
Adriano Teixeira segue como interino no Santa Cruz.
JC Imagem.
Leonardo Vasconcelos

Um Santa Cruz em busca de uma identidade, mas fechado. Ao menos é o que garantem a diretoria do clube, o elenco e o técnico Adriano Teixeira. Apesar de ainda ser classificado como interino o comandante mostra ter prestígio junto aos jogadores e dirigentes. Ainda invicto, com uma vitória e um empate, o treinador sabe que precisa de um resultado positivo, amanhã, contra o América-MG, para continuar sonhando com a efetivação.

Questionado sobre a situação de Adriano, o vice-presidente tricolor Constantino Júnior destacou a confiança na sequência do trabalho. “Vamos deixar essa interinidade com a possibilidade de permanência. Sabemos do afinco e respeito que ele tem pela nossa camisa”, afirmou.

Todavia, o dirigente fez questão de ressaltar que partiu dos próprios jogadores o voto de confiança no trabalho do então auxiliar. “Adriano é um fator importante. Os jogadores ficaram chateados com a saída do treinador (Vinícius Eutrópio), é um clima chato, ninguém gosta. Então pediram um voto de confiança. O grupo está fechado, querendo assimilar e dar o sangue pela permanência dele”, disse Constantino.



FOCO

Tendo consciência de que sua permanência está condicionada ao que o time mostrar dentro de campo, Adriano procura focar sua atenção nos ajustes da equipe para enfrentar o Coelho. Trabalho esse que teve que ser feito na base da conversa mesmo. Isso porque a equipe, após o empate de 0x0 com o Internacional, sábado, no Arruda, voltou a treinar ontem, mas devido ao desgaste da partida teve que dar um descanso para os que atuaram.

“Trabalho tático é impossível fazer. É todo mundo de sandália para descansar. Trabalhar na conversa, no papo, e pedindo a eles o que queremos que façam”, disse Adriano. O tricolor já viaja, hoje, às 6h15 para Belo Horizonte. O disputado atacante Ricardo Bueno, que acertou sua permanência no clube, não viaja devido a problemas no joelho. Quem também fica no Recife são os lesionados zagueiro Anderson Salles, o volante Gino e o meia Léo Costa.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM