Jornal do Commercio
TROCAS

Mais uma vez com problemas, Givanildo lamenta mudanças no Santa Cruz

Givanildo ainda não repetiu o time

Publicado em 08/08/2017, às 10h42

Givanildo Oliveira está incomodado com as mudanças / Diego Nigro/JC Imagem
Givanildo Oliveira está incomodado com as mudanças
Diego Nigro/JC Imagem
Matheus Cunha
Twitter: @_mfcunha

Givanildo Oliveira já fez oito jogos pelo Santa Cruz desde a sua volta ao clube. Porém, não repetiu o time em nenhuma partida desde que desembarcou no Arruda. Contra o Criciúma, nesta terça-feira, no Arruda, o treinador ressaltou que irá mandar a campo um jogador que sequer fez coletivos durante a semana passada. 

"O torcedor sabe (dos problemas em armar a equipe). Alguns, muitos nãos. Afeta o conjunto, o rendimento. Todos os treinadores falam e vocês (repórteres) também. Acabei de falar de um jogador que nem coletivo fez e vai jogar (Yuri). Vamos ter que fazer isso aí. Até pedir ao nosso torcedor que ele ajude, que quando comece o jogo eles não comecem a vaiar", afirmou.



VITÓRIAS

Sem vencer há quatro jogos, Giva voltou a ressaltar a vontade de conquistar uma vitória. Nos últimos quatro jogos, os corais conquistaram apenas um ponto.

"Estamos começando o returno e precisamos ganhar, estamos devendo. Fizemos uma sequência de jogos aonde conseguimos um ponto. Temos que despertar, tem que corresponder. Depois teremos uma parada de dez dias, que vai ser muito bom", completou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM