Jornal do Commercio
DESCANSO

Julio Cesar comemora pausa de 11 dias no Santa Cruz

Santa Cruz entra em campo apenas no dia 19

Publicado em 12/08/2017, às 10h43

Givanildo foi um dos que comemorou o tempo de descanso / Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Givanildo foi um dos que comemorou o tempo de descanso
Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Matheus Cunha
Twitter: @_mfcunha

O Santa Cruz tem um tempo precioso nas mãos. São 11 dias de folga até a próxima partida na Série B, contra o Guarani, no dia 19. O período na inatividade de jogos já havia sido comemorado pelo técnico Givanildo Oliveira e agora foi visto por bons olhos pelo goleiro Julio Cesar. Para ele, não haveria momento melhor para que isso acontecesse.

"Essa pausa não tinha momento melhor para acontecer. Se a gente tivesse vindo de várias vitórias seguidas, não iriamos querer parar. Acho que o momento foi perfeito e que a gente possa agora corrigir essas coisas. Fizemos um bom primeiro tempo contra o Criciúma e agora espero que as coisas possam se concertar", disse.



MAIS FOLGA

Aliás, esse não será o único período longo para treinos que o técnico Givanildo Oliveira terá. Até a 26ª rodada, quando enfrenta o Ceará, em casa, será no mínimo uma semana de folga entre uma rodada e outra. Tempo que será utilizado para a preparação do atacante Grafite, que pediu dez dias de recondicionamento para poder voltar a campo.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM