Jornal do Commercio
Série B

Santa Cruz quer 'jogar com o desespero' do lanterna ABC

Adversário do Santa só venceu uma partida nos últimos 15 jogos

Publicado em 08/09/2017, às 07h28

"Tem que ter uma estratégia muito boa para encarar o ABC", afirmou o meia Primão
Diego Nigro/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Precisando reagir na Série B, o Santa Cruz quer se aproveitar do desespero do ABC, adversário do próximo sábado (9), pela 23ª rodada, em Natal. Lanterna da Segundona, o time potiguar só ganhou uma partida nos últimos 15 jogos da competição nacional. De forma organizada, a meta do Tricolor do Arruda é usar a pressão da torcida adversária a seu favor.

“A gente sabe que, nesses momentos complicados, a pressão fica muito grande no time, tanto aqui quanto lá. Tem que ter uma estratégia muito boa para encarar o ABC. É preciso inteligência para fazer um jogo equilibrado. Em muitas partidas, fizemos bons primeiros tempos, saindo na frente, e acabamos pecando nos segundos tempos, com erros que acabaram resultado em gols dos adversários. É preciso fazer dois tempos bons para sair com a vitória”, explicou o meia Thiago Primão.

Após um início regular na Série B, com apenas duas derrotas em oito jogos, o ABC despencou na competição. Foram sete derrotas seguidas até a queda de Geninho, ex-técnico de Náutico e Sport, do comando técnico. Com a chegada de Luís Carlos Winck, a equipe até conseguiu vencer o Brasil de Pelotas e empatar fora de casa, contra o Oeste, mas a má fase voltou. No próximo sábado (9), com a estreia do treinador Itamar Schulle, os potiguares enfrentam os pernambucanos com quatro revezes seguidos na Segundona.



Além da sequência de apenas uma vitória em 15 jogos na Série B, outros números mostram como o ABC caminho a passos largos para voltar à Terceirona. Hoje, o time tem o pior ataque com 15 gols marcados, e a segunda pior defesa, com 32 tentos sofridos em 22 jogos. É também o pior mandante da Segundona, com só três triunfos em 11 partidas em casa.

“O técnico Martelotte vem falando bastante sobre jogar em cima das dificuldades do adversário. Para isso, nessa semana, nós trabalhamos muito a marcação do meio para trás e a saída no contra ataque. É um treinador que passa bastante experiência e tranquilidade pra gente. Estamos totalmente focados no estilo de trabalho e vamos buscar um grande resultado no sábado (amanhã)”, afirmou o atacante André Luís.

COMPACTAÇÃO NO MEIO

Para superar o lanterna, Martelotte tem seu preocupado bastante com meio de campo do Tricolor do Arruda. “Tem nos cobrado muito para não dar espaços no meio para os adversários. Sabemos da qualidade do meio de campo deles, com o Gegê. É fazer uma boa marcação, ter uma boa saída de bola e ser eficaz nas oportunidades para poder matar o jogo”, finalizou Primão.


Recomendados para você


Comentários

Por Paulo,08/09/2017

Ainda bem que o Santa Cruz pode se dar ao luxo de jogar sem desespero, ele vai jogar no desespero do ABC.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM