Jornal do Commercio
Série B

Martelotte acredita que falta de confiança abala ataque do Santa Cruz

'Não é só questão de chutar, mas de escolher o momento certo', diz técnico

Publicado em 10/09/2017, às 12h20

Ataque / Fernando da Hora/JC Imagem
Ataque
Fernando da Hora/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Mais do que só problemas técnicos, o técnico Marcelo Martelotte acredita que o psicológico está abalando o ataque do Santa Cruz nessa má fase na Série B. Há oito jogos sem vencer na competição nacional, o sistema ofensivo vem perdendo várias oportunidades durante as partidas e vendo a equipe se afundar ainda mais na zona de rebaixamento. Hoje, a equipe tem o quarto pior ataque, com 23 gols e empatado com Goiás e CRB.

Para o treinador, o ataque do Santa Cruz precisa se fortalecer mentalmente para reagir. "Quando falta confiança, você acaba escolhendo alternativas erradas. Quando é bola para passar, você escolhe o chute. Não tivemos mais chances (no empate contra o ABC) pelo erro no último passe. Não é questão de só chutar, mas de escolher o momento certo", explicou Martelotte.



QUALIDADE

Ainda de acordo com o treinador do Santa Cruz, quando o psicológico for restaurado, o elenco tem qualidade para conseguir voltar a balançar as redes dos adversários com frequência. "No ataque, temos muitas opções: Pitbull, Grafite, Ricardo (Bueno) e Júlio (Sheik). Estamos criando alternativas, então a parte ofensiva não me preocupa tanto", finalizou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM