Jornal do Commercio
Reforços

Santa Cruz ainda quer contratar três jogadores para a Série B

Clube tem até a próxima segunda (18) para inscrever jogadores na Segundona

Publicado em 12/09/2017, às 07h12

Setor defensivo, com as lesões de Salles (foto) e Bruno Silva, virou prioridade / Diego Nigro/JC Imagem
Setor defensivo, com as lesões de Salles (foto) e Bruno Silva, virou prioridade
Diego Nigro/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegobmtoscano

Na zona de rebaixamento da Série B, o Santa Cruz vai em busca de reforços para reagir na reta final da Segundona. Podendo inscrever jogadores só até a próxima segunda (18), o Tricolor do Arruda corre contra o tempo para trazer três peças para o plantel visando a competição nacional.

O setor que deve ser reforçado com mais urgência é a defesa. Com problema na zaga após as lesões de Bruno Silva (joelho) e Anderson Salles (fratura na face), o setor é tratado como urgência. Além disso, um segundo volante e um meia também estão na pauta. Hoje, o clube só pode inscrever mais quatro atletas para a Série B, já que cada equipe só pode regularizar 40 jogadores na competição nacional.



"Tivemos uma infeliz coincidência no sistema defensivo, com o desligamento do Jaime, a não-permanência do Alison e as lesões de Bruno Silva e Anderson Salles. Isso atrapalha o planejamento, e agora é preciso saber usar bem o tempo e os recursos. O trabalho não é fácil, principalmente pelo que o mercado tem oferecido", explicou Constantino Júnior, vice-presidente do Santa Cruz.

OPÇÕES

Com o fim da fase de grupos da Série C e o fechamento da janela de contratações para a Série A, a expectativa é que mais opções apareçam até o final das inscrições da Segundona. "Muitos times saíram (da Série C) e têm bons valores. Claro que só virão atletas dentro da realidade financeira do Santa Cruz. Mas estamos trabalhando e é bem possível que, durante esta semana, a gente consiga qualificar a equipe sem onerar a nossa folha", finalizou Tininho.


Recomendados para você


Comentários

Por Tricolor,12/09/2017

Contratou um caminhão de jogadores pernas de pau e ainda vem mais por aí! pense em uma diretoria incompetente.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM