Jornal do Commercio
Série B

Com risco de greve, Santa Cruz recebe o Paraná no Arruda

Rebaixado, Cobra Coral começa a se despedir da Série B

Publicado em 14/11/2017, às 07h31

Martelotte não consegue fazer um treino tático desde o dia 2 de novembro / Guga Matos/JC Imagem
Martelotte não consegue fazer um treino tático desde o dia 2 de novembro
Guga Matos/JC Imagem
Diego Toscano
Twitter: @diegotoscanoo

Com problemas financeiros extracampo e possibilidade de greve ainda nesta terça (14), o Santa Cruz recebe o Paraná a partir das 20h30 (do Recife), no Arruda e em jogo válido pela 36ª rodada da Série B. Já rebaixado, a equipe começa a cumprir tabela na competição nacional. Além dos paranaenses, a Cobra Coral pega também Paysandu (18/11, fora) e Juventude (25/11, em casa) antes do encerramento da Segundona.

Na última segunda (13), o Tricolor do Arruda encerrou sua preparação sem entrevista coletiva e com segurança reforçada para evitar protestos da torcida. No primeiro treinamento após o rebaixamento matemático do Santa Cruz na Série B, portões fechados e Sindicato dos Jogadores no Arruda.

Quem apareceu no clube foi Ramon Ramos, ex-atacante do Santa e agora presidente do sindicato que representa os atletas em Pernambuco. Para evitar a greve do elenco do Santa ante os paranaenses, o prazo para pagamento de pelo menos um dos três meses de salários atrasados é nesta terça (14) à tarde.

Com a possibilidade da greve, a assessoria do Tricolor do Arruda informou que ninguém falaria após a atividade da segunda (13), a única antes do jogo desta terça (14). No gramado, apenas um aquecimento leve e logo depois um recreativo. Na transição, três novidades: os laterais Tiago Costa, Nininho e Eduardo Brito fizeram trabalhos com o preparador físico Guilherme Ferreira, mas não foram liberados para a partida contra o Paraná.

Para o jogo, o time titular é um mistério. A única certeza é que o zagueiro Guilherme Mattis, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não joga. Bruno Silva deve entrar no seu lugar. No mais, sem atividade tática, a tendência é que Martelotte mantenha o restante da equipe que perdeu para o Boa Esporte, no último sábado.



A última vez que o time fez um treinamento tático com bola foi no dia 2 de novembro, uma quinta e antes do Clássico das Emoções. De lá para cá, só rachões e treinos regenerativos na academia.

PARANÁ

Na contagem regressiva para subir, já que precisa de apenas duas vitórias para voltar pra Série A, o Paraná tem apenas um desfalque. Machucado, o volante Jhony não veio para o Recife. O restante do elenco está completo.

FICHA DE JOGO

SANTA CRUZ
Julio Cesar; Walber, Bruno Silva, Anderson Salles e Yuri; Wellington Cézar (Derley), Thiago Primão e João Paulo; Bruno Paulo, Ricardo Bueno e André Luís. Técnico: Marcelo Martelotte. Esquema: 4-3-3.

PARANÁ
Richard; Cristovam, Maidana, Eduardo Brock e Ryan; Vinícius Kiss, Gabriel Dias (Leandro Vilela), João Pedro e Renatinho; Vitor Feijão e Robson. Técnico: Matheus Costa. Esquema: 4-4-2.

Local: Arruda. Horário: 20h30 (do Recife). Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG). Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (ambos de MG). Ingressos: não foram divulgados pelo clube.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por CAMISA HONRADA,14/11/2017

GREVE DE QUE ? OS CARAS PASSARAM TODA A TEMPORADA FAZENDO GREVE , NÃO JOGARAM NADA E AGORA COM ESSA? SALÁRIO EH BOM , MAS DEVE DAR UM RETORNO, O QUE NÃO FIZERAM. MAS OS FUNCIOONÁRIOS , ESSES NÃO TÊM CULPA E DEVEM RECEBER SEUS SALÁRIOS NORMALMENTE .



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM