Jornal do Commercio
Cobra Coral

Santa Cruz não confirma pagamento de salários atrasados

Sob ameça de greve, jogadores pediram que ao menos um vencimento seja quintado nesta terça-feira (14)

Publicado em 14/11/2017, às 10h53

Jomar Rocha disse que uma proposta será entregue aos jogadores / Guga Matos
Jomar Rocha disse que uma proposta será entregue aos jogadores
Guga Matos
Luana Ponsoni
esportes@jc.com.br

Apesar da ameaça de greve dos jogadores do Santa Cruz, a diretoria coral não confirmou o pagamento de, ao menos, um salário atrasado até às 15h desta terça-feira (14). Esse foi o prazo dado pelo grupo ao clube para que os jogadores não deixem de entrar em campo nesta noite, às 18h45 (do Recife), contra o Paraná, no Arruda, pela 36ª rodada da Série B. O diretor de futebol Jomar Rocha afirmou que a Cobra Coral está em processo de negociação com os atletas. Com isso, uma proposta deve ser apresentada em breve ao elenco.

"O clube foi notificado (da greve), o departamento jurídico está cuidando disso. Ontem jantamos com Grafite, recebemos a notificação e toda notificação requer uma negociação. Estamos negociando. Alírio (Moraes) está redigindo um documento e vamos apresentar proposta. Esse cenário de greve não é bom pro clube, nem para o jogador. Qual clube que vai querer contratar jogador que faz greve? Estamos fazendo a melhor proposta possível para os jogadores entrarem em campo", comentou Jomar, em entrevista à Rádio Jornal



ATRASOS

O dirigente também rebateu o número de vencimentos atrasados. Como, na semana passada, apenas alguns jogadores tiveram um dos salários quitados, pode haver atletas com até quatro meses sem receber.

"Todo mundo fala em quatro meses de salários atrasados, mas são dois meses e o acordo que o departamento tem até o dia 15 (de novembro, para quitar mais um salário). Está se vendendo uma situação que não está acontecendo no clube. Eles têm o direito de greve, a partir de dois meses de atraso. Já têm o direito de fazer a notificação e fazer o movimento para a greve. Mas acredito que eles entrarão em campo", afirmou Jomar.
  


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por padua,14/11/2017

façam o seguinte: paguem o atrasado , 1 ou 2 meses no mínimo, rescindam o contrato de todos e joguem as 2ou 3 ultimas partidas com o juvenil ou prata da casa.

Por Luis Padilha,14/11/2017

"QUAL CLUBE VAI QUERER CONTRATAR JOGADOR QUE FAZ GREVE" a frase certa não é essa e sim QUAL JOGADOR QUER VIR PARA UM CLUBE QUE SÓ VIVE ATRASANDO O SALÁRIO DOS SEUS PROFISSIONAIS, SÓ OS DESEMPREGADOS E DESESPERADOS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM