Jornal do Commercio
nordestão

Sport volta ao topo do Nordeste

Leão arranca empate por 1x1 diante do Ceará e ganha o tri regional

Publicado em 10/04/2014, às 00h48

Do JC Online

O Sport reuniu raça e vontade para conquistar o tricampeonato da Copa do Nordeste, nesta quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza. O empate por 1x1 diante do Ceará ratificou a vitória do Leão, que já havia vencido o rival, por 2x0, na Ilha do Retiro, na quarta-feira passada. O triunfo – assistido por 61.280 torcedores, o maior público do futebol Brasileiro em 2014 – ainda rendeu ao Leão uma vaga na Copa Sul-Americana deste ano. 


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

A princípio, o Sport assumiu uma postura retrancada, mas aos poucos o time foi construindo jogadas importantes na linha de frente, chegando ao ataque sem receio. Fundamental também foi o posicionamento de Neto Baiano, que, além de aparecer no ataque, voltou para ajudar na marcação. Já o Ceará, que precisava fazer, no mínimo, dois gols para levar a decisão aos pênaltis – a vitória por três gols de diferença garantia a taça direto –, entrou em campo com três atacantes: Magno Alves, Bill e Assisinho. Além deles, os meias Ricardinho e Souza chamaram a atenção e exigiram marcação acirrada.

Aos 15 minutos, o Ceará teve a primeira grande chance. No lance, Bill chutou com perigo, mas a bola desviou e saiu pela linha de fundo. No minuto seguinte, foi a vez de o Leão dar o troco com Patric e Felipe Azevedo trabalhando a bola pela direita e arriscando um chute.

As investidas “lá e cá” ditaram o ritmo do jogo, que foi extremamente equilibrado de ambos os lados. Portanto, restou ao Ceará apostar nas bolas paradas e nos erros do rubro-negro. Foi o que aconteceu aos 25 minutos. Ricardinho cobrou falta no canto esquerdo da meta de Magrão e, por pouco, não abriu o placar. 

Alguns minutos depois, aos 37, o zagueiro Ferron falhou feio. Na grande área do Ceará, ele tocou nos pés de Souza, que lançou Magno Alves de frente para o gol do Leão. O artilheiro alvinegro chutou perigosamente no canto esquerdo, mas não obteve sucesso. Até o final do primeiro tempo, Sport suportou a pressão, mas, aos 41, Souza cruzou na área, Magno Alves desviou e fez o primeiro gol da noite: 1x0 para o alvinegro.

Ainda no início do segundo tempo, o Sport conseguiu o empate. O lance foi protagonizado por Ailton, que em um contra-ataque imprimiu velocidade e foi derrubado na pequena área pelo goleiro Luís Carlos. O árbitro Jaílson Freitas sinalizou penalidade máxima. Em seguida, Neto Baiano cobrou e converteu em gol, confirmando o empate no Castelão e o título na Copa do Nordeste. O Sport ainda pressionou e foi pressionado, mas o placar não foi alterado. Festa do Leão.

Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM