Jornal do Commercio
Ilha do Retiro

Magrão diz que pode encerrar carreira no Sport antes do fim do ano

Goleiro revelou que pretende ter uma conversa com a diretoria do clube para definir o seu futuro

Publicado em 11/01/2017, às 18h56

Magrão tem contrato com o Sport até dezembro de 2017 / Alexandre Arditti/Especial para o JC Imagem
Magrão tem contrato com o Sport até dezembro de 2017
Alexandre Arditti/Especial para o JC Imagem
ALEXANDRE ARDITTI
Twitter: @alearditti

Com dois dias de atraso, Magrão se apresentou no CT, nesta quarta-feira (11), para dar início aos trabalhos de pré-temporada no Sport e surpreendeu ao deixar em aberta a possibilidade de encerrar sua carreira antes mesmo do fim do ano, quando termina o seu contrato com o Leão. O camisa 1, que está indo para a sua 13ª temporada consecutiva na Ilha, disse que o futuro vai depender de uma conversa que pretende ter com membros da diretoria do clube nos próximos dias.

“Talvez sim (seja sua última temporada como atleta profissional). Mas talvez nem fique até o fim desta temporada. Vamos ver aí, vamos começar os treinos, viver cada momento de uma vez. Não sei se é o último. Talvez termine antes (a carreira), talvez jogue mais. Depende de algumas coisas que estou vendo. Tenho que conversar com algumas pessoas do clube para definir o meu futuro”, disse Magrão.

O camisa 1 contou que já tratou do assunto com a sua família. “Com a minha família está certo do que queremos. Agora, é mais a conversa com o clube. Dependendo da conversa que vou ter, vou direcionar o caminho para seguir. Uma conversa que pretendo ter antes de iniciar os campeonatos”, afirmou Magrão, que teve seu contrato renovado com o Sport em setembro do ano passado.

MOTIVADO

Apesar de iniciar o ano em “paquera” com a aposentadoria, Magrão garante estar motivado para vestir a camisa rubro-negra em mais uma temporada. “Todo ano aqui é emblemático e com a pressão de ter que ganhar. Iniciamos o ano com a expectativa de conquistar o Campeonato Pernambucano e a Copa do Nordeste, além de fazer um bom Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana. Particularmente, se esse for o último ano, a minha vontade e desejo é de fazer o meu máximo para conseguir vitórias e títulos”, disse o goleiro, que tem oito títulos pelo Leão (uma Copa do Brasil, outra do Nordeste e seis Pernambucanos), além de três acessos à Série A do Brasileiro.

Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM