Jornal do Commercio
NORDESTÃO

Emprestado ao Bahia, Régis reencontra Sport em melhor fase da carreira

Depois de ser desfalque por suspensão no empate em 1x1 na Ilha, ex-Sport estará à disposição do técnico Guto Ferreira na próxima quarta (24/5), no jogo de volta

Publicado em 18/05/2017, às 07h55

Régis atuou pelo Sport em 2014 e tem contato com o time da Ilha / Diego Nigro/JC Imagem
Régis atuou pelo Sport em 2014 e tem contato com o time da Ilha
Diego Nigro/JC Imagem
FELIPE HOLANDA
Twitter: @f_holanda1

Ainda com contrato ao Sport até maio de 2019, Régis está próximo de reencontrar o time da Ilha do Retiro. Após desfalcar o Bahia, suspenso por expulsão contra o Vitória, no primeiro jogo da final da Copa do Nordeste, o meia foi absolvido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e estará à disposição do técnico Guto Ferreira para o confronto de volta, próxima quarta (24/5), na Arena Fonte Nova. 

A passagem de Régis no Sport foi cheias de controvérsias. Se destacou atuando na Ilha do Retiro pela Chapecoense no início de 2014, quando o Leão venceu por 2x1. Naquela noite, o meia deixou uma bela impressão e os dirigentes rubro-negros não mediram esforços para contratá-lo. O desembolso aos cofres leoninos foi de R$ 2,5 milhões para um contrato de quatro anos.

Os cifrões investidos, contudo, não renderam ao Sport. Régis passou a sofrer com lesões intermitentes, que lhe rendeu uma estádia costumeira no Departamento Médico. Com 63 jogos e nove gols marcados pelo time da Ilha, o meia foi emprestado ao Palmeiras em 2016 e voltou a se lesionar. Pelo Verdão, disputou apenas quatro partidas e se transferiu para o Bahia.



MELHOR FASE

E parece que o ex-Sport se reencontrou em Salvador. Régis é o artilheiro da Copa do Nordeste com seis gols marcados e o craque do time. Não por acaso. Em menos de 20 dias, o meia fez gol em clássico pela Copa do Nordeste, foi craque do Campeonato Baiano e comandou o time na estreia no Brasileirão marcando dois gols contra o Atlético-PR na Fonte Nova.

Com o empate em 1x1 no Recife, o Sport precisa vencer ou empatar a partir de 2x2 em Salvador para festejar seu quarto título de Nordestão na história.  Outro 1x1 leva a decisão para os pênaltis. Um empate sem gols favorece o Bahia, que busca o tricampeonato. 


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM