Jornal do Commercio
DERROTA

Sport perde para o Vitória na Ilha do Retiro e entra no Z-4 da Série A

Time pernambucano caiu três posições e agora é o 17º colocado, dentro da zona de rebaixamento

Publicado em 18/06/2017, às 20h54

Sport foi totalmente apático dentro de campo / Alexandre Gondim/JC Imagem
Sport foi totalmente apático dentro de campo
Alexandre Gondim/JC Imagem
Matheus Cunha
mfacunha@outlook.com

O Sport foi presa fácil para o Vitória, neste domingo, na Ilha do Retiro. Em partida válida pela oitava rodada da Série A do Brasileirão, o time pernambucano viu os baianos passearem em campo e vencerem o confronto por 3x1. A derrota foi a primeira da equipe jogando em casa, fez o time de Vanderlei Luxemburgo estacionar nos oito pontos e cair três posições na classificação, ocupando agora o 17º lugar. O Leão da Barra também tem oito pontos, mas uma posição à cima, em 16º.

Leia a crônica completa da partida no Blog do Torcedor. 

O JOGO

O Sport foi apático desde o primeiro tempo. A atitude irritou os torcedores que estavam na Ilha do Retiro, que reclamaram bastante da atuação do time.  O fraco futebol teve o seu preço. Aos 16 minutos, Uillian Correia, ex-Santa Cruz, aproveitou a falha da zaga recifense e abriu o marcador. O volante aproveitou o escanteio e subiu mais alto que todo mundo, cabeceando para o fundo das redes de Magrão. O baianos continuaram em cima e quase ampliaram aos 36. Mas o segundo gol veio um minuto depois, com Kanu. O zagueiro recebeu no meio de quatro jogadores dentro da área e chutou livre para o gol. 

No fim da primeira etapa, o Sport diminuiu e deu esperanças para a torcida. Diego Souza aproveitou a bobeada da defesa do Vitória após o escanteio e, de carrinho, anotou o primeiro dos pernambucanos no jogo. 



O gol animou a torcida para a volta do intervalo, mas não exaltou os jogadores do Sport. Mais uma vez de maneira apática, o Leão do Recife viu o Vitória trabalhar bem a bola na intermediária e chegar como queria ao ataque na etapa complementar. Vanderlei Luxemburgo ainda colocou Marquinhos, Thomás e Leandro Pereira em campo, buscando levar mais perigo à defesa baiana.

A pá de cal veio aos 33 minutos. Em lance em que os donos da casa pediram impedimento de Cleiton Xavier, o camisa 11 cruzou para André Lima dentro da pequena área. Sozinho, o camisa 99 fez o 3x1. 

Os 12 minutos finais foram de vaias da torcida rubro-negra em direção ao time. Bastante desorganizado, o Leão da Praça da Bandeira não conseguia assustar a meta defendida por Fernando Miguel. 


Recomendados para você


Comentários

Por Dodolima,19/06/2017

O Popoti perdeu foi???? E entrou na ZONA da Degola foi???? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Por LYRA,19/06/2017

Chega a fazer nojo ver essas equipes de PE jogar, o Náutico coitado, para mim já está na terceira, o Santa além de não ter time também não tem campo pois, aquilo lá mais parece um CURRAL PARA CRIAÇÃO DE PORCOS, ou seja, um verdadeiro CHIQUEIRO SUÍNO, o Sport que entre os três é de melhor condições financeiras, técnica e organização, sabe contratar, o dinheiro gasto com André, Rogério e Diego Souza, dava para contratar um time inteiro e melhor o que ai está, inclusive com um técnico cabeça de BAGRE, em resumo, em 2018 teremos dois na série B e o restante espalhados nas séries C e D.

Por Castro,19/06/2017

Eterno freguês de times da Bahia.

Por Vitória,19/06/2017

Sou Baiano,rapaz eu nunca presenciei em minha vida um time tão freguês como esse tal do Sport.eterno freguês dos Baianos.

Por Camela,19/06/2017

Jogar igualzinha a Alemanha? Aonde? A qual Alemanha etão se referindo? A antiga Oriental? E o cansaço do Diego é só quando joga pelo popoti é? No time reserva da seleção, ele jogou o tempo todo e não cansou .



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM