Jornal do Commercio
ACABOU O JEJUM

Sport faz as pazes com a vitória e abre vantagem sobre a Ponte na Sula

Amplamente superior dentro de campo, Leão faz 3x1 sobre a Macaca na Ilha do Retiro

Publicado em 13/09/2017, às 21h05

Sport venceu a Ponte Preta sem muitas dificuldades / Guga Matos/JC Imagem
Sport venceu a Ponte Preta sem muitas dificuldades
Guga Matos/JC Imagem
FELIPE HOLANDA
Twitter: @f_holanda1

O Sport, enfim, fez as pazes com a vitória. E ela veio de maneira acachapante, sem qualquer contestação. Em noite inspirada, o rubro-negro foi amplamente superior e venceu a Ponte Preta por 3x1, nesta quarta (13/9), na Ilha do Retiro, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Com o resultado positivo, a equipe pernambucana abre vantagem sobre a Macaca e pode até perder por um gol de diferença na partida de volta, marcada para o próximo dia 20, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, que ainda assim, avança de fase. Os tentos leoninos foram marcados por Ronaldo Alves, Rithely e André. Felipe Saraiva descontou para os paulistas.

Precisando vencer, o Sport começou a peleja buscando se recuperar das atuações apáticas dos últimos jogos. A garra leonina logo renderia bons frutos ao time de Vanderlei Luxemburgo. Aos sete, após cobrança de escanteio, Diego Souza cabeceou no canto e o goleiro Aranha fez grande defesa. No rebote, contudo, não teve jeito. Ronaldo Alves completou e estufou as redes da Ponte Preta: 1x0.

Mesmo em vantagem, o Sport continuou sendo o dono das ações da partida. Com 12, Diego Souza, que dava indícios do reencontro com o melhor futebol, lançou para André, mas o atacante rubro-negro não conseguiu o domínio. Dez minutos mais tarde, foi a vez de Rithely tentar o chute e mandar por cima da meta de Aranha.

Do outro lado, a Ponte Preta esboçava uma reação, mas esbarrava no ferrolho defensivo do Sport. Já o Leão, sempre que ia ao ataque, conseguia levar perigo. Aos 32, Patrick lançou Mena na esquerda e o lateral cruzou para o meio da área. O zagueiro Luan Peres, ex-Santa Cruz, se enrolou todo e quase marcou contra. Aranha, seguro, fez a defesa.

De tanta superioridade, o Sport chegou ao segundo gol ainda no primeiro tempo da peleja, outra vez em cobrança de escanteio. Mena cruzou na área e Rithely subiu mais alto que a defesa da Ponte para vencer Aranha e fazer 2x0. Na comemoração, o volante foi ovacionado pelo torcedor nas arquibancadas da Ilha do Retiro depois de receber críticas ferrenhas da torcida rubro-negra. Foi o último lance de destaque da etapa inicial.

No segundo tempo, o Sport não tirou o pé do acelerador. Logo aos seis, Diego Souza recebeu belo passe de André e quase ampliou. Aranha fez a defesa parcial e, na sequência, Nino Paraíba afastou o perigo de vez. Cinco minutos mais tarde, a chance foi ainda mais clara. Raul Prata foi acionado e saiu na cara do gol. Na hora do arremate, foi cortado. Quando conseguiu chutar, a defesa da Ponte fez o corte quase em cima da linha.



Não parou por aí. Com 12, Sander lançou Mena, que saiu cara a cara com Aranha. O chute, porém, não teve a força nescessária. Aranha fez a defesa sem maiores problemas. E o ímpeto do Sport só aumentava. Visivelmente superior, o Leão só não ampliou por um detalhe. Aos 19, Patrick recebeu livre na grande área e tentou o chute, que passou por Aranha. Nino Paraíba fez um corte salvador em cima da linha. No rebote, Rithely tentou o cruzamento e mandou para fora.

Pensa que acabou? Não mesmo. Com 21, Rithely bateu de fora da área, a bola desviou na zaga e, caprichosamente, beijou a trave esquerda de Aranha. No rebote, a defesa da Ponte fez o corte, para desespero da torcida leonina.

De tanto agredir, veio o terceiro gol rubro-negro. Raul Prata cruzou e André, oportunista, bateu firme para estufar as redes de Aranha e fazer 3x0. No final, a Ponte Preta ainda conseguiu diminuir com Felipe Saraiva. Placar final: 3x1.

FICHA DO JOGO


SPORT: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Patrick e Diego Souza; Mena, Lenis (Rogério) e André (Anselmo). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.


PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Élton (Renato Cajá) e Fernando Bob; Felipe Saraiva, Léo Gamalho e Lucca (Jefferson). Técnico: Gilson Kleina.


Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Gustavo Murillo (Colômbia). Assistentes: Humberto Clavijo e Wilmar Navarro (ambos da Colômbia). Gols: Ronaldo Alves, para o Sport ,aos 7 minutos do 1º tempo. Rithely, para o Sport, aos 44 do 1º tempo. André, para o Sport, aos 31 do 2º tempo. Felipe Saraiva, para a Ponte, aos 37, Amarelos: Diego Souza, Durval e Sander (SP). Nino Paraíba, Danilo Barcelos e Fernando Bob (PP). Público: 6.254 pessoas. Renda: R$ 114.825,00.


Recomendados para você


Comentários

Por pedro francisco,14/09/2017

osport deu uma resposta aos ednaldo santos da vida que teimam em procurar crise para o leao,agora mesmo a montanha pariu um rato como disse poeta grego se nao me engano pois fizeram um carnaval medonho apos a derrota para o gremio e o sport resistiu a tudo mostrou que tem diretoria para se livrar de crises mostrou wque tem elenco e que tem um grande tecnico,vai ser mais 10 anos de hegemonia em pernambuco,



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM